Técnica Pomodoro: turbine sua produtividade
 Publicado: 09/06/2015 Atualizado: 30/10/2016

Técnica Pomodoro: turbine sua produtividade com um método simples

Dê um novo sabor ao seu trabalho. Veja como trabalhar mais focado e controlar sua produtividade de um jeito bem fácil.
  Por Henrique Pochmann
Essa foto é só pra dar um tempero especial, este post não fala de comida.

Se você ainda não ouviu falar sobre a Técnica Pomodoro, no final do post você vai me agradecer. :)

Normalmente, quem trabalha como freelancer, exerce a atividade em casa, sem supervisão e num local cheio de distrações. Se você não é muito centrado, disciplinado, então precisa apostar em técnicas de ganho de produtividade para não jogar todo o seu tempo no lixo.

A Técnica Pomodoro pode te trazer mais disciplina e mudar completamente a sua relação com o seu trabalho.

Sabe aquele papo: “não tenho tempo, tô com muita coisa pra fazer”. Na maioria das vezes, isso é uma desculpa que inventamos para nós mesmos por não conseguirmos gerenciar nosso tempo.

Às vezes a gente deixa a coisa correr solta durante o horário de trabalho, dá aquela espiada no Facebook, dá um bizu nuns vídeos do Youtube. E pra não se sentir improdutivo, diz pra si mesmo: “vou trabalhar até mais tarde e recupero esse tempo”.

Acontece que isso pode ser uma bela enganação. Será que você está trabalhando o suficiente? E ainda: será que você está descansando o suficiente?

É preciso dosar. Tem que haver um equílibrio entre trabalho e descanso.

O lance é produzir adequadamente nos períodos de trabalho. E a técnica pomodoro pode te ajudar nisso.

E eu gosto sempre de lembrar: “dinheiro a gente recupera, tempo não”. Valorize o seu tempo.

 

O que é a técnica pomodoro?

O método parte do princípio de que pausas frequentes melhoram a agilidade mental. E propõe dividir o tempo de trabalho em espaços de 25 minutos que devem ser cronometrados por um timer.

Estes espaços de tempo são chamados de Pomodoros.

Após cada Pomodoro, você faz uma pausa curta. Depois de 4, você faz uma pausa longa.

A técnica tem esse nome porque o criador, o desenvolvedor Francesco Cirillo (foto abaixo), usava um temporizador em formato de tomate (pomodoro em italiano).

tecnica-pomodoro-criador-francesco-cirillo

Apesar de envolver um timer, é importante ressaltar que o lance não é trabalhar mais depressa. Mas, trabalhar MAIS FOCADO.

Durante o seu período de pomodoro, é preciso lutar contra as distrações. Não abra o facebook. Se lembrar de algo que tem que fazer, anote em um papel. Não responda e-mails.

A técnica propõe apenas 25 minutos de foco. É um tempo bem plausível. As distrações que aguardem.

 

Passo a passo para utilizar a técnica

tecnica-pomodoro-passo-a-passo

Pra aplicar do jeito mais rústico, você vai precisar de, no mínimo, um timer ou cronômetro com sinal sonoro, caneta e papel. Com isso a mão, faça o seguinte:

Passo 1 – Anote a tarefa a ser executada em um pedaço de papel ou na sua planilha de pauta. Se não tiver uma, recomendo a que coloquei no Freelancer Doc Box;

Passo 2 – Configure o timer para 25 minutos e trabalhe focado até o alarme soar. Evite distrações. Não acelere. Mantenha o seu ritmo;

Passo 3 – Concluiu o seu pomodoro? Marque um X no papel ao lado da tarefa;

Passo 4 – Tire um intervalo curto (sugiro 5 minutos) para respirar, tomar uma água, se alongar. Não trabalhe.

Passo 5 – Comece um novo pomodoro e repita todo o ciclo.

Passo 6 – Após 4 baterias de 25 minutos e seus respectivos intervalos, faça uma pausa mais longa (sugiro 15 minutos). Este intervalo mais longo é importante para o seu cérebro assimilar o trabalho concluído e descansar para uma nova bateria de pomodoros.

 

Benefícios

tecnica-pomodoro-steve-jobs

Se você está achando que isso tudo é pura bullshitagem, se liga nos benefícios de adotar a técnica e reveja seu conceito. O Steve Jobs provavelmente aprovaria.

Tomar conhecimento do quanto você é capaz de produzir em 25 minutos;

Só por isso já vale começar a utilizar a técnica. A partir do momento que você passa a conhecer sua produtividade, você é capaz de estabelecer metas e prazos mais palpáveis para os seus projetos. Isso reflete também na sua orçamentação. Aliás, para saber mais sobre orçamentação e formação de preços, tem esse artigo aqui no blog.

Ter um histórico tangível do seu desempenho;

Contabilizando corretamente seus pomodoros, você consegue ver exatamente onde está colocando o seu tempo. E também pode analisar o seu comportamento e produtividade de acordo com cada faixa de horário. E se necessário, redistribuir as tarefas de acordo com os períodos que você produz mais.

Aprender a lidar corretamente com interrupções;

Não é porque chegou um e-mail que você precisa responder na hora. Não é porque alguém te mandou um whatsApp que você precisa responder já. Tudo tem seu tempo. E com a técnica pomodoro você aprende a lidar melhor com as interrupções e a respeitar mais o seu momento de trabalho.

Eliminar a sensação de estar rendendo pouco;

É incrível como a gente é capaz de se culpar, mesmo depois de um dia exaustivo de trabalho. Você tenta lembrar o que fez durante o dia e não consegue. Aí fica aquela sensação de que o dia foi jogado fora.

Registrando seus pomodoros, você faz o acompanhamento correto do seu desempenho e acaba com a culpa de não estar produzindo mais.

Parar de sacrificar seus momentos de lazer pelo trabalho;

Como o seu desempenho agora fica documentado, você fica mais tranquilo. Assim, durante seus momentos de lazer, diminuem as preocupações ligadas ao trabalho.

 

Ferramentas

tecnica-pomodoro-timer-oficial

Relaxa. Se você é todo high-tech, não vai precisar ficar usando caneta e papel. Existem várias ferramentas.

Eu tenho utilizado no meu telefone o  Pomodoro Time (é free). Não tenho do que reclamar.

Ele vem programado pra pomodoros de 25 minutos, intervalos curtos de 5 minutos e intervalos longos de 15 minutos.

Você também consegue inserir o nome das tarefas e ele contabiliza quantos pomodoros você já realizou pra cada uma. Não testei outros aplicativos, mas este parece bom o suficiente pra mim.

É possível também aplicar a técnica pomodoro online, no site Tomato Timer por exemplo.

E se você estiver disposto a investir algumas libras e quer apoiar o autor – o que eu acho muito legal – você pode comprar o livro e o timer oficial (que é massa pra caralho!). Olha a foto do timer lá em cima.

 

Minha experiência com a técnica pomodoro

tecnica-pomodoro-minha-experiencia

Comecei a utilizar o método há alguns dias e já tenho percebido ganhos na minha disciplina e organização de tempo.

A primeira coisa que me chamou atenção foi o fato de achar 25 minutos pouco. Tive que me obrigar a fazer os intervalos e isso me irritou um pouco.

Mas depois eu passei a ver que esses intervalos eram muito bons.

Eu tenho um problema na coluna e nunca encontrava tempo para fazer os alongamentos. Agora é o que eu faço durante os intervalos curtos. Além de também beber mais água.

Várias vezes o timer toca enquanto eu estou no meio de um raciocínio, isso parece ruim. Mas assim eu já vou pro break querendo voltar a trabalhar, e isso me dá um ganho tremendo de produtividade.

As pausas frequentes parecem mesmo refletir na agilidade mental e motivação.

Outra coisa positiva foi o fato de eu agora ter mais consciência do quanto sou capaz de produzir. Percebi que algumas tarefas são bem mais rápidas de se resolver do que eu pensava.

Nunca fui muito receptivo aos time-sheets na época em que trabalhei em agências de propaganda. Sentia uma pressão do caramba quando tinha que usar aquilo.

A técnica pomodoro tem um princípio semelhante aos time-sheets, mas é um jeito mais friendly de se controlar o tempo.

Recomendo que se você não usa, comece a usar. Eu, com certeza, vou continuar os meus pomodoros diários.

Pra você ter uma idéia, levei  14 pomodoros pra produzir este post. Quem sabe, depois de praticar mais, eu não escreva um post igual a esse levando menos tempo. ;)

 

Finalizando o post

E você, o que acha da Técnica Pomodoro? Já testou?

Conta aqui nos comentários a sua experiência. Vamos explorar mais o assunto. Assim a gente gera mais conteúdo relevante para quem trabalha como freelancer.

Posso te pedir um favor?

Se você acha que esse conteúdo é útil, compartilhe ele nas suas redes sociais. Isso ajuda o Aparelho Elétrico a continuar publicando conteúdo de qualidade e de de forma gratuita.

Cadastre-se na nossa newsletter e seja o primeiro a saber da publicação de novos posts como esse. Basta colocar seu e-mail no box abaixo.

Abraço e até o próximo post!

Curta o Aparelho Elétrico no Facebook
Hey, GOSTOU DESTE POST?
Assine GRÁTIS nossa newsletter e receba nossas atualizações antes de todo mundo.

Você ainda leva uma cópia do “O Incrível Manual do Freelancer Moderno” direto no seu e-mail e sem pagar um tostão por isso.
 Enviamos conteúdo relevante, sem spam. E você pode se descadastrar quando quiser.
Publicado por:
Henrique Pochmann Criou o Aparelho Elétrico em 2014. Produz e apresenta o podcast do blog. Trabalha com marketing digital desde 2002. Quer mais tempo para colocar outros projetos em prática, quer uma bicicleta e quer uma bio mais legal também.
Recomendados para você
 produtividade
A Técnica Pomodoro ainda não te convenceu? Temos aqui 7 razões pra você adotar o método ainda hoje.
  Por Dani Lima
Participe da Conversa
Publicidade
MAIS DE 9.000 PRofissionais independentes Já recebem ANTECIPADAMENTE AS nossas atualizações.
Cadastre-se na nossa newsletter e receba “O Incrível Manual do Freelancer Moderno” direto no seu e-mail, sem pagar nada por isso.
 Sempre enviamos conteúdo relevante, sem spam. E você pode se descadastrar quando quiser.