Como ser um freelancer mais eficiente
 Publicado: 25/07/2017 Atualizado: 15/08/2017

Como ser um freelancer mais eficiente

Turbinando a produtividade! Sete dicas, fáceis de implementar, pra te ajudar a lucrar mais no final do mês.
  Por Luedy Costa
Cena da série 'Friends From College' da Netflix.
Se você trabalha em tempo integral como freelancer, participe da nossa pesquisa Perfil do Freelancer no Brasil 2018. É simples e rápido. Em 5 minutos você responde tudo.

Assim que chegarmos a 1.000 respostas, essa janela chata some daqui. Ajude a gente compartilhando o link da pesquisa. Obrigado! :)

A velha frase “tempo é dinheiro” é muito mais do que verdadeira para um freelancer.

Como a maioria de nós costuma cobrar tomando por base o tempo que será gasto em um projeto, diminuir o tempo investido em cada um deles acabará aumentando o seu lucro no final do mês. E uma graninha a mais no dia 30 não faz mal a ninguém! ;)

Aqui vão algumas dicas de como eu faço para aumentar a minha eficiência:

1 – Crie um sistema

Fluxo de Trabalho / Shutterstock

Eu sou designer de marcas, mas os meus clientes nunca querem apenas uma marca. Sempre que entrego um projeto, acabo tendo que desenvolver a papelaria junto ou alguma outra peça institucional para a divulgação.

Então passei a ter alguns grids prontos para trabalhar e acelerar a criação dessas peças secundárias. Cada layout é personalizado dentro de uma estrutura pré-pronta.

Claro que em alguns projetos isso não funciona. Mas em projetos menores, em que o cliente tem muita pressa, esse método me ajuda muito.

2 – Alie-se ao cliente

Reunião / Shutterstock

Discuta as suas ideias com o cliente. Quanto mais ele participar do processo, maior será a sua assertividade e menor a demora na entrega.

Geralmente eu converso bastante com o cliente para tentar entender o que ele deseja e então inicio o meu processo criativo. Quando chego a um resultado, envio para o cliente para que me diga se o caminho está alinhado com suas expectativas. Se sim, continuo. Se não, revejo quais pontos estão fora da rota, volto e refaço.

Tudo no projeto precisa ser justificado. Você precisa fazer com que o cliente entenda o porquê de cada elemento estar no projeto, mesmo que não agrade o gosto pessoal dele.

3 – Cronograma

Cronograma / Shutterstock

Tenha sempre um cronograma atualizado com datas de entrega, pagamentos e recebimentos. E lembre-se sempre de dar uma margem de erro, pois imprevistos acontecem. Ter o cronograma organizado deixa sua cabeça livre para criar.

Tão importante quanto ter um cronograma organizado é compartilhá-lo com o seu cliente e também respeitar as datas propostas.

Recentemente minha esposa precisou ir para a emergência e precisei de dois dias de atenção total a ela. Entrei em contato com um cliente, fui transparente e disse que entregaria o projeto 2 dias após o prazo combinado. Ele entendeu e então entreguei no novo prazo. Isso ajudou a estreitar mais a relação que já era de confiança.

4- Less is more

Tenha poucos, mas bons, fornecedores. E lembre-se sempre, ao indicá-los ou contratá-los, você está atrelando a sua imagem a deles.

Um mau plantador de tomate acaba com a empresa de molho e com o restaurante.

Não indique colegas que você não conhece o trabalho só por que você gosta muito deles. Se for o caso, seja transparente com o cliente e diga que você não conhece o trabalho da pessoa.

Quando você tem um fornecedor problemático, seu tempo é gasto de maneira errada, pois você fica o tempo inteiro tentando tapar os buracos deixados por ele.

5- Aposte nos seus pontos fortes

Homem de negócios / Shutterstock

Adapte os projetos às suas habilidades e não o inverso. Novas técnicas requerem tempo de prática.

Quando você está trabalhando comercialmente, tempo é dinheiro. Utilize o seu tempo livre para melhorar novas técnicas antes de oferecê-las para algum cliente.

Eu até me aventuro a desenhar algumas coisas quando sobra tempo, mas tenho consciência de que não consigo criar uma ilustração com qualidade em um tempo satisfatório.

Nestas situações, prefiro passar o trabalho para ilustradores mais experientes.

6- Não negligencie a parte administrativa

Calculando / Shutterstock

Claro que preferimos criar do que fazer a parte administrativa.

Porém, é importante ter o mesmo cuidado com ambas as partes. Assim como seus clientes, você também é uma empresa e precisa cuidar do seu posicionamento, das suas ações de marketing, do seu fluxo de caixa, do contato com fornecedores e tudo isso que achamos um saco.

Será que a falta de grana no final do mês vem do fato de você estar gastando demais ou do fato de estar recebendo de menos?

Eu analiso meus custos todo mês (ou pelo menos tento) e estou sempre revendo meu plano estratégico, meu posicionamento ou o que vou divulgar nas redes sociais (por isso até acabo ficando ausente das redes um tempo).

Vejo essa área como se fosse o setor administrativo da minha empresa, que precisa trabalhar se eu quiser crescer ou simplesmente chegar ao final do mês com dinheiro no bolso.

7- Atenção ao orçamento

Por favor, não esqueça: tempo é dinheiro!

Se você passa seu orçamento planejando 30 horas de trabalho, você terá prejuízo se fizer em 31 horas.

Depois de aprovado pelo cliente, você não pode mais alterar o valor do orçamento. Então, repasse várias vezes o seu orçamento antes de enviar.

Anote todos os seus custos para saber quanto você precisa ganhar por mês para pagar todas as suas contas e ainda ter lucro.

E por falar em lucro, não são os custos mensais que vão definir o seu preço, eles apenas vão apontar o quanto de dinheiro você precisa para continuar sem dever a ninguém.

Quem define o seu preço é o seu posicionamento! Você é bom e barato ou você é premium?

Mais uma coisa!

Não misture a sua conta pessoal com a sua conta empresarial. Não precisa ter uma conta de pessoa jurídica. Basta ter uma conta à parte para depositar a remuneração pelo seu trabalho.

Afinal, você não vai querer perceber que gastou no cinema a grana da hospedagem do site.

E você, o que faz para ser um profissional eficiente?

Use a caixa de comentários e vamos levar o assunto adiante!

Todas as informações contidas neste artigo são de responsabilidade do seu autor e não necessariamente refletem a opinião do site. Quer publicar suas ideias no Aparelho Elétrico? Colabore.

Curta o Aparelho Elétrico no Facebook
Hey, GOSTOU DESTE POST?
Assine GRÁTIS nossa newsletter e receba nossas atualizações antes de todo mundo.

Você ainda leva uma cópia do “O Incrível Manual do Freelancer Moderno” direto no seu e-mail e sem pagar um tostão por isso.
 Enviamos conteúdo relevante, sem spam. E você pode se descadastrar quando quiser.
Publicado por:
Luedy Costa Designer baiano especialista em Branding e papai esperando a chegada do pequeno Martin Ayô.
Recomendados para você
 produtividade
Utilize uma planilha de pauta adequada para alocar corretamente suas tarefas ao longo da semana. Vem ver como!
  Por Henrique Pochmann
 Gestão
As características do Steve que podem te ajudar a dar um passo a frente como profissional e, por que não, como pessoa.
  Por Luedy Costa
 Gestão
Como identificar suas prioridades com a Matriz Urgente-Importante e algumas dicas sobre planejamento e hábito.
  Por Tatiane Hardt
 Gestão
Nunca mais esqueça onde salvou um arquivo. Este guia ilustrado vai levar você rumo a uma organização impecável dos seus documentos de trabalho.
  Por Henrique Pochmann
Participe da Conversa
Publicidade
MAIS DE 9.000 PRofissionais independentes Já recebem ANTECIPADAMENTE AS nossas atualizações.
Cadastre-se na nossa newsletter e receba “O Incrível Manual do Freelancer Moderno” direto no seu e-mail, sem pagar nada por isso.
 Sempre enviamos conteúdo relevante, sem spam. E você pode se descadastrar quando quiser.