Publicado: 09/07/2015 Atualizado: 30/10/2016

Podcast: É melhor ser um freelancer especialista ou generalista?

Os freelancers Walter Mattos, Alvaro Neto e Henrique Pochmann dão dicas pra você repensar seu posicionamento.
  Por Henrique Pochmann
Será que é mais negócio fazer de tudo um pouco ou o contrário disso?

Pesquisa Rápida - Ser Freelancer no Brasil 2016/2017

Desculpe interromper sua leitura, mas é por uma boa causa. Invista 5 min do seu tempo, responda a pesquisa e ajude a melhorar o mercado do qual você participa. Assim que coletarmos 1000 formulários esse quadrado chato imediatamente desaparece do blog.
Mais infos aqui. Obrigado! :)

Neste episódio, conversei com Walter Mattos e Alvaro Neto. Reviramos o consciente e o inconsciente atrás de pistas que nos indicassem o melhor caminho: ser especialista ou generalista?

O papo correu numa boa, tirando o mau humor do Skype e da minha internet aqui.

Demos vários pitacos baseados nas nossas experiências e em situações que presenciamos nesta selva que chamamos de mercado.

Espero que este episódio te ajude a repensar seu posicionamento. Será que é mais vantagem pra você ser um especialista ou um generalista?

 

Participantes deste episódio

Designer Freelancer Walter Mattos

Walter Mattos
Designer Gráfico Freelancer no waltermattos.com
e Youtuber no waltermattosvideos

Programador Freelancer Alvaro Neto

Alvaro Neto
Programador Freelancer no alvaron.com.br

SEO Freelancer Henrique Pochmann

Henrique Pochmann
Web Designer e SEO Freelancer no henriquepcm.com
e Editor do Aparelho Elétrico.

 

Alguns pontos altos da discussão

  • Como um tênis bamba e um celular de pilha podem te livrar de um assalto;
  • Walter fala sobre seu trabalho focado em criação de marcas;
  • A transição de generalista para especialista;
  • Alvaro fala sobre atuar como um programador generalista;
  • Quando o generalista abraça um job fora da zona de conforto;
  • Clientes sem verba pedindo por trabalho fora do know-how do freelancer;
  • Nem sempre profissional é o indicado para o que o cliente procura;
  • O mercado espera que o freelancer seja generalista;
  • Quem fatura mais, o especialista ou o generalista?;
  • “O segredo da Europa é trabalhar pouco, mas trabalhar melhor”;
  • Programador generalista x designers especialistas;
  • Sobre a automatização do trabalho do freelancer;
  • Generalistas pegam mais fees mensais e especialistas projetos pontuais?

 

Pra encerrar…

Conta aqui nos comentários a sua experiência, você é um especialista ou um generalista? Isso ajuda a gente a gerar mais conteúdo relevante pra quem trabalha como freelancer.

 

Posso te pedir um favor?

Se você acha que esse conteúdo é útil, compartilhe ele nas suas redes sociais. Isso ajuda o Aparelho Elétrico a continuar publicando conteúdo de qualidade de forma gratuita pra quem quer trabalhar como freelancer.

Cadastre-se na nossa newsletter e seja avisado da publicação de novos podcasts como esse. Basta colocar seu e-mail no box abaixo.

Abraço e até a próxima!

Hey, GOSTOU DESTE POST?
Assine GRÁTIS nossa newsletter e receba nossas atualizações antes de todo mundo.

Você ainda leva uma cópia do “O Incrível Manual do Freelancer Moderno” direto no seu e-mail e sem pagar um tostão por isso.
 Enviamos conteúdo relevante, sem spam. E você pode se descadastrar quando quiser.
Publicado por:
Henrique Pochmann
Criou o Aparelho Elétrico em 2014. Produz e apresenta o podcast do blog. Trabalha com marketing digital desde 2002. Quer mais tempo para colocar outros projetos em prática, quer uma bicicleta e quer uma bio mais legal também.

Recomendados para você
 marketing
Trabalhando seu branding da forma correta, você atrai os clientes e parceiros adequados e ainda valoriza os seus serviços.
  Por Henrique Pochmann
 podcast
Será que é preciso dar aquela ultra valorizada no passe pra conquistar a atenção dos seus parceiros de business?
  Por Henrique Pochmann
 podcast
Usar um nome de empresa pode parecer mais profissional, mas talvez esteja confundindo os seus clientes.
  Por Henrique Pochmann
 Gestão
Veja como derrubar os dois maiores vilões que afastam você da vida dos seus sonhos.
  Por Henrique Pochmann
Participe da Conversa
  • Elton Silva

    Muito bom o podcast.
    Parabéns e obrigado pela disposição de todos.

    Abraços.

    • Alvaro

      Ae Elton! Obrigado pelos comentários!
      A parte mais bacana é conferir os comentários e constatar que o podcast está sendo conferido.
      Abraço!

    • Valeu, Elton! Obrigado por ouvir, cara! Abraço!

    • Como sempre muito participativo, Elton. Fiquei surpreso em vê-lo por aqui, meu caro!
      Fico feliz que tenha gostado e espero que curta cada vez mais o conteúdo do Aparelho Elétrico.
      Um abraço!

  • Luiz Henrique Alves

    Opa !!! Blz como sempre estou aprendendo como é ser um freela ai com estes podcasts. Valeu e continue nessa pegada Pochmann que ta ficando bom e quem sabe um dia eu possa ta junto nessa com vcs.

    • Fala, Luiz! Tudo certo? É ótimo saber que nossos papos tem te ajudado! :)
      Quem sabe mais pra frente você não participa de um episódio!

      Grande abraço e obrigado por comentar, cara!

  • Parabéns galera, muito bom o podcast!!
    Mas e quando o cara é especialista em emprego formal e generalista nos freelas? No meu caso que tenho emprego fixo, com cargo de especialista e por n motivos me tornei generalista nos freelas, onde entrego desde o design até o site com wordpress rodando no server do cliente.

    Tah demais esse blog, parabéns Henrique.

    • Grande, Marveira!

      Legal te ver participando por aqui.
      O lance de ser generalista é um assunto que volta e meia eu me pego pensando. Cada vez mais eu quero me especializar em marketing digital, porque é a área que eu mais curto e me dedico mais.

      Porém, volta e meia aparece um oportunidade de trabalho pra off. Quando eu pego esses jobs, eu sinto que patino até engrenar dentro do projeto, porque é uma disciplina totalmente diferente.

      Você passa um mês dedicado a um projeto digital e no próximo mês pega um trabalho impresso. Você tem que sair dos pixels e acessar uma área do conhecimento que não está fresca na cabeça. Tem que lembrar de acertar o dpi, tem que cuidar da dobra, tem que ver se a fonte pequena terá leitura, tem a sangra, tem a gramatura do papel… vários pontos importantes que estavam escondidos na cabeça. E se você pecar em algum deles, pode comprometer o projeto.

      Mas assim como o @disqus_rGxvVaQV2f:disqus comentou no podcast, boa parte do mercado espera que o freelancer seja generalista.

      Tu tem vontade de se especializar nos freelas também, @Marveira:disqus?

    • Alvaro

      se você faz do design ao WordPress, @Marveira:disqus, você está num bom caminho ao meu ver, pois o WordPress, assim como todas as plataformas no alto nível, assim como a própria programação em si, devem grande parte do seu sentido ao nível em que são capazes de dar suporte ao design.

  • Guilherme Tona

    Muito bom rapaziada!!!! Parabéns!!!
    Passei muito tempo enfiado (acomodado) em uma agência e hoje estou na área do designer freelance e vejo que tem muita coisa pra aprender. O processo de evolução e aprendizagem não para e vocês dão muitas dicas desses processos. Obrigado me mostrarem os caminhos!!!

    • Fala, Guilherme!
      Isso aí, o aprendizado é continuo… sempre tem algo novo pro cara aprender. Não dá pra ficar parado!
      Legal que os podcasts têm te ajudado. Espero que continue ouvindo e deixando tua contribuição por aqui. :)

      Grande abraço e valeu por comentar!

    • Alvaro

      Como diria o Morpheus de Matrix(e antes dele o Buda, se não me engano), “eu mostro a porta, você tem que atravesse-la”, então é bom saber que você já escolheu a pílula vermelha :)

  • Senti falta de vocês citarem a campanha da ADOBE: “I AM NEW CREATIVE” – https://vimeo.com/74949142

    • Boa, Wash! Grande contribuição! Tudo a ver com o assunto.
      Obrigado por participar!

      Abraço!

      • Eu sempre me sentia mal, por ser muito generalista, por formação sou webdesigner, mas trabalhei 3 anos em uma agência, como diretor de arte e agora como freela tenho arriscado até foto e vídeo. A primeira vez que ví esse video da Adobe pensei, estou no caminho certo! Mas depois de ouvir o podcast, fui levado a refletir um pouco mais a respeito de ser generalista e quando o Walter comentou que ser generalista te consome muito tempo, me identifiquei muito.

        Mas daí tenho um problema, moro no interior do maranhão, aqui o mercado é pouco evoluído, por mais que eu faça muitas coisas alguns clientes ainda gostariam que eu fizesse consultoria de marketing e vendas, kkkkkkk. Eu e outros colegas de profissão aqui na cidade temos desbravado e mostrado ao mercado que não é bem assim que funciona.

        Uma coisa legal, um dia poderia rolar um hangout com vários freelas de mercados diferentes para comentar sobre as dificuldades de cada tipo de mercado =)

        • Fala, Warly!

          Tua história é bem parecida com a minha. Também sou web designer e trabalhei muito como diretor de arte.

          Foda é que boa parcela do mercado pede por um profissional que resolva mais trabalhos por um custo mais baixo. Mas acho que com o tempo o cara pode escolher um caminho e se especializar, se assim quiser. E aí cobrar mais por isso! :)

          Ótima essa ideia do Hangout! Já havia pensado algo assim… quem sabe mais pra frente, seria massa!

          Abração!

    • Não tinha visto. Muito bom!

    • Alvaro

      excelente! valeu a dica!

  • Gustavo Miranda

    Muito legal o Podcast, não conhecia e vou assinar. Não sei se já falaram aqui mas esse barulho de digitação incomoda srssr Abraços e parabéns!

    • Aê! Que bom que curtiu, Gustavo! Pô, ficou ruim o barulho da digitação mesmo… vou conversar diretamente com o setor responsável pelo controle de qualidade e vamos corrigir isso nos próximos! :)

      Grande abraço e obrigado pelo feedback!

      • Gustavo Miranda

        O podcast foi uma surpresa boa, é difícil achar podcasts com conteúdo realmente relevante hoje em dia, é um excelente alternativa ao anticast.

        • Cara, fico feliz pra caralho com teu comentário. Mas o anticast não existe mais? Pode escutar os caras e escutar a gente também! :)

          • Gustavo Miranda

            Ele existe sim, (até ajudo o patreon deles) mas não são focados em um assunto específico (como freelancers) e abrem os temas para outros assuntos e isso as vezes me incomoda. Eu por exemplo quero arriscar investir só em freela e o conteúdo do podcast me ajudou. Abraço!

          • Legal, Gustavo! Que bom que você ajuda os caras… é isso aí, parabéns pela atitude! E espero que continue por aqui também participando. Logo, logo tem mais! Abraço!

      • Só lembro da janelinha subindo lá no Skype “Olha o teclado… teclado… tecladoooooo!!”
        Confesso que tive minha participação nessa sinfonia também. ^^

    • Alvaro

      Oi Gustavo, fui eu o digitador maluco do programa… por favor me perdoa, mas tinha um cliente tendo um problema sério de ansiedade, e eu receitei uma simpatia pra ele, que começava por um bom chá de folha de maracujá, pra ele se acalmar :)

      • Gustavo Miranda

        Te entendo, foi só uma observação mesmo, nada que estrague o conteúdo. Abraços

        • Alvaro

          Sim, mas precisamos isentar o Henrique, que toma todo o cuidado na produção e na pauta, só para virem piratas como eu e fazerem estes ruídos e viajarem totalmente nos assuntos :)

          Abraços!

          • haha! Isso faz parte… gosto muito de uma frase que tá ligada ao mundo do empreendedorismo: “consertar a roda com o carro andando”. E o Aparelho Elétrico é mais ou menos isso… o lance é não parar… continuar do jeito que der e apostar no melhoramento contínuo. A cada novo episódio a qualidade tende a melhorar. Críticas construtivas são sempre bem-vindas! Abraços aos envolvidos! :)

  • Ola! pessoal…sou freelancer integral( editor de imagens, design graphic, motion graphic, finalizaçãoe animação(artoon), e o que percebi, é que existem muitos freelas que trabalham em empresa, e entram em sites de freelancer, e se vendem ,eu disse se vendem a preços, que os freelas que sobrevivem como freelancer, não podem concorrer, ou seja freelancer, que por terem empregos fixos, se vendem muito barato(prostituindo o mercado), se voce tem um emprego fixo, e não da valor ao serviço de freelancer, não concorra a concursos ,projetos ou propostas em que freelancer integrais, estam em ativa. O mercado de freelancers esta prostituido não tem como negar. Fiz aquitetura, publicidade e jornalismo, de que adianta anos de estudo, perdido posso disser , eu disse perdido, para enfrentar um mercado que não se da ao respeito, ou pelo menos se valorize…tenho meus clientes agora, com muita luta, enfrentado “profissionais”; se dissem proffisionais, que para prejudicar o mercado freelancer, se entregam como….deixa pra lá! Estou defendendo o lado dos novados não o meu, pois profissionalmente eu venci. Não aconcelho ninguem a cer freelancer pelo menos no Brasil, E dolorozo mas quem vai descordar. Henrique sei que sua area e marketing, mas quiria aproveitar este espaço para registrar minha indignação, como freelancer. O merc ado tem que se valorizar. Bem se temos o direito de nos expressar eis meu pondo de visão do mercado freelance no Brasil. Obrigado a todos pela atenção e sucesso, à todos os novatos neste mercado.

    • Com certeza os novatos merecem todo sucesso do mundo, principalmente aqueles que se dedicam, levam a sério o que fazem e acreditam no benefício que eles podem trazer para aqueles que os contratam.

      Um abraço!

    • Boa, André!

      Cara, é um ponto bem complicado esse mesmo. Essa questão da desvalorização dos novatos era algo que me incomodava até algum tempo, mas estou um pouco mais de boa com isso agora.

      Acho que tudo é uma questão de posicionamento, ou você quer ser um cara que cobra barato ou você quer ser um cara mais valorizado. Depende de onde você quer chegar com a carreira e que tipo de trabalho quer oferecer.

      Lógico, eu preferia que os novos entrantes não cobrassem preços simbólicos pelos seus serviços, porque isso, querendo ou não, acaba manchando o prestígio/reputação de todos os freelancers.

      Eu preferia que a palavra “freelancer” fosse mais associada a mão de obra qualificada do que a mão de obra barata. Mas infelizmente não é bem assim.

      Quem sabe a gente não muda isso gerando mais conteúdo e um ajudando o outro?

      Grande abraço e muito obrigado por participar aqui.

  • peço desculpas pelos erros de digitação anteriores.

  • João Cláudio

    Muito bom o bate papo de vocês, e vê-los juntos me surpreendeu pois já acompanho o material do Mattos e o do Aparelho elétrico a algum tempo. Ambos, praticamente, como minha referência para alcançar meus objetivo. Me identifiquei demais com o conteúdo, sou da baixada fluminense, trabalho de CLT e tenho meus freela por fora, depois de conhecer o jeito do Mattos de levar esse lado especialista da coisa tenho tentado fazer o mesmo. Porém ainda não consigo largar as outras demandas, pois ainda tó naquela de que qualquer a mais contribui no dia a dia.
    Já fiz, banner, outdoor, site, marca, material de campanha publicitário e por ai vai!! Mas assim como comentado no podcast, naquilo que você não tá muito familiarizado ou você vai fazer um trabalho mediano (cobrando pouco e perdendo pouco tempo na execução), ou para fazer um trabalho bom vai ter que estudar sobre e acabar ficando no prejuízo, pois o valor hora trabalhada não compensará.
    Vivo essa dualidade e insatisfação corriqueiramente.
    E vendo o lado especialista do Mattos tenho tentado “bater o pé” naquilo que considero meu melhor “produto”, criação de marca. Onde subi meu preço para entregar um produto ao qual eu me sinta satisfeito em entregar. E me surpreendi ao ver que com um bom argumento realmente é possível fazer o cliente intender e investir na marca dele.

    Valeu mesmos, sou fã de vocês e me coloco a disposição para um possível contato caso interesse.

    • Muito legal sua resposta, João. Obrigado você por compartilhar sua história.

      Pelo visto temos mais coisas em comum do que gosto por marca. Também sou da Baixada Fluminense do RJ – Nilópolis, não sei se conhece. E também, como você, gosto de explorar todos os caminhos que o design possibilita, apesar de ter escolhido um foco.

      Só posso agradecê-lo pelas palavras e pelo carinho. Acabei de ver seu comentário lá no meu blog também. ;D

      Um abraço!

    • Resumiu muito bem, João! Parabéns pela síntese. Fico feliz em saber que o Aparelho Elétrico é referência pra você. Espero que continue sempre por aqui dando a tua contribuição. Grande abraço!

  • Muito bom o podcast, alta qualidade!
    Ainda não conhecia o Aparelho Elétrico, vi na página do Walter no facebook e adorei.
    Já estava procurando um site/podcast assim há muito tempo. :)

    Sucesso e, por favor, continue :D

    • Você por aqui, Fê! Que legal!

      Mais legal ainda saber que você ouviu e gostou. Eu com certeza aprendi bastante naquela horinha com o Henrique e o Álvaro. É gratificante saber que este aprendizado tem o poder de se espalhar e transformar mais pessoas além de nós 3.

    • Obrigado por registrar tua participação aqui, Fernanda!
      Fico feliz que tenha curtido. Logo, logo tem mais! :)

  • Lucas Lopes

    Show de bola, virei fã. Parabéns pela iniciativa, eu como estudante de design admiro muito o trabalho do walter.

    • Oi, Lucas! Tudo certo? Que legal que virou fã! O próximo podcast vai estar demais também, será sobre nômades digitais. Não sei se você curte o tema… E o @waltermattos:disqus é um cara com muito talento e se dedica pra caramba em gerar conteúdo relevante, merece mesmo esse reconhecimento! :)

      Grande abraço!

  • Excelente podcast :)

    Alguma previsão para colocar este conteúdo no Itunes?

    Abs

    • Fala, João! Que bom que curtiu. :)
      Cara, já tem por lá, é só você procurar por “Aparelho Elétrico”.

      Grande abraço!

  • Davi Rodrigues

    Todos começa como generalista, mas com o tempo eu aprendi uma lição valiosa para mim PEGUE AQUILO QUE VOCÊ JÁ É BOM E SEJA O MELHOR. Comecei a fazer isso na fotografia e ano que vem pretendo dar inicio a minha pós em branding e gestão e trabalhar com criação e design de marca semelhante ao Walter. Então acho, ACHO (rs) que especialista sempre é melhor que ser generalista. Abraços e sucesso

    • Boa, Davi! Concordo contigo! Obrigado por participar! Abração! :)

  • Parabéns a vc Henrique pela iniciativa.. conteúdo excelente.

    • Brigadão, Douglas! Fico feliz que tenha gostado.

      Abraço e obrigado por comentar! :)

Publicidade
MAIS DE 8.000 PRofissionais independentes Já recebem ANTECIPADAMENTE AS nossas atualizações.
Cadastre-se na nossa newsletter e receba “O Incrível Manual do Freelancer Moderno” direto no seu e-mail, sem pagar nada por isso.
 Sempre enviamos conteúdo relevante, sem spam. E você pode se descadastrar quando quiser.