Publicado: 24/10/2015 Atualizado: 07/11/2016

Podcast: Como o freelancer faz networking?

Henrique Pochmann, Vinny Campos, Walter Mattos e Willian Matiola conversam sobre o que é legal, e o que não é, na hora de fazer networking.
  Por Henrique Pochmann
John Travolta também quer saber.

Pesquisa Rápida - Ser Freelancer no Brasil 2016/2017

Desculpe interromper sua leitura, mas é por uma boa causa. Invista 5 min do seu tempo, responda a pesquisa e ajude a melhorar o mercado do qual você participa. Assim que coletarmos 1000 formulários esse quadrado chato imediatamente desaparece do blog.
Mais infos aqui. Obrigado! :)

[BAIXAR PODCAST]   [FEED]   [ITUNES]

Neste episódio conversei com Vinny Campos, Walter Mattos e Willian Matiola. Contamos causos e compartilhamos nossas experiências em torno deste complexo tema chamado “networking”. E que pode ser até polêmico. Tem gente que acha que “fazer networking” é se aproximar das pessoas por interesse. Sabia? Pois é… falamos sobre isso neste programa.

Não temos aqui a pretensão de nos posicionarmos como especialistas no assunto. A proposta é compartilharmos nossas visões e experiências para que isso possa, de alguma forma, ajudar você aí a ter mais projeção na sua carreira. Beleza?

Dito isso, pega algo pra beber, prepara o fone, aumenta o volume, sente-se confortavelmente e bom podcast pra você! :)

 

Participantes deste episódio

SEO Freelancer Henrique Pochmann


Henrique Pochmann

Web Designer / SEO Freelancer no henriquepcm.com e editor do Aparelho Elétrico

vinny-campos-freelancer-e-nomade-digital 


Vinny Campos

Designer no Studio Lhama, colunista do blog Choco la Design e nômade digital.

willian-matiola-freelancer-em-ui-design


Willian Matiola

Consultor freelancer em design digital, está a frente da uikits e da UI Lab.

Designer Freelancer Walter Mattos


Walter Mattos

Designer Gráfico freelancer no waltermattos.com e Youtuber no waltermattosvideos

 

Alguns tópicos abordados

  • Networking é se aproximar das pessoas por interesse?;
  • Artigo do Vinny no Choco la Design sobre atuar em nicho:
  • O relacionamento com o cliente rola melhor quando o contato surge por indicação de alguém;
  • Fazer comentários pertinentes no Behance favorece o networking;
  • Manter contato periodicamente, mesmo que não haja trabalho em questão;
  • É fundamental se apresentar corretamente;
  • Artigo sobre Networking aqui no Aparelho Elétrico;
  • O freelancer deve ser a primeira pessoa a acreditar e investir no seu negócio;
  • É possível evoluir na carreira sendo um profissional ruim mas com um bom networking?
  • O blog como ferramenta de networking;
  • Não tem que ter medo de entrar em contato com pessoas de destaque no seu segmento;
  • Pessoas que não respondem contatos;
  • Networking Online x Networking Presencial;
  • Timidez como uma pedra no caminho do networker;
  • Situações inesperadas que podem te levar a novos contatos;
  • Não trabalhe apenas por dinheiro, artigo do Walter.

 

Pra encerrar

Você tem dedicado algum tempo para melhorar a sua rede de contatos? Que tipo de estratégia tem adotado? Vou ficar feliz se você compartilhar um pouco da sua experiência aqui abaixo na caixa de comentários. Tenho certeza que sua contribuição pode ajudar também um bocado de gente. E com isso você também me ajuda a gerar conteúdo relevante pra todo mundo que trabalha como freelancer ou profissional independente.

 

Posso te pedir um favor?

Se você acha que esse conteúdo é útil, compartilhe ele nas suas redes sociais. Isso ajuda o Aparelho Elétrico a continuar publicando conteúdo de qualidade de forma gratuita.

Cadastre-se na nossa newsletter e seja avisado da publicação de novos podcasts como esse. Basta colocar seu e-mail no box abaixo.

Abraço e até a próxima!

Hey, GOSTOU DESTE POST?
Assine GRÁTIS nossa newsletter e receba nossas atualizações antes de todo mundo.

Você ainda leva uma cópia do “O Incrível Manual do Freelancer Moderno” direto no seu e-mail e sem pagar um tostão por isso.
 Enviamos conteúdo relevante, sem spam. E você pode se descadastrar quando quiser.
Publicado por:
Henrique Pochmann
Criou o Aparelho Elétrico em 2014. Produz e apresenta o podcast do blog. Trabalha com marketing digital desde 2002. Quer mais tempo para colocar outros projetos em prática, quer uma bicicleta e quer uma bio mais legal também.

Recomendados para você
 marketing
Veja como fazer networking, quais são os benefícios, o valor das indicações, como aumentar a sua rede de contatos e como trabalhar a sua reputação.
  Por Henrique Pochmann
Participe da Conversa
  • calisto capaxe

    Podcast dos vedetas… Henrique valeu pelo tema e espero que tenha uma 2ª parte porque acho o tema bastante extenso e abrangente, por ser um dos pontos de partida mais importante para o pessoal que esta começando como freela tem de perceber. Um abraço aos convidados de luxo)))…

    • Fala, Ak! Com certeza, mais pra frente vamos ter que fazer outro… é um tema que dá muito pano pra manga. Grande abraço e muito obrigado por acompanhar e registrar tua participação aqui, meu caro!

    • Nós sempre encerramos por questão de tempo mesmo (e de voz), porque senão certamente ficaríamos o dia inteiro gravando. E é fato, precisamos ter uma parte 2 aí.
      Valeu Mandja! Abração.

    • Vinny Campos

      Opa! Uma segunda parte seria demais! Com mais causos e dicas…

  • Welliton Matiola

    Show esse podcast, Will me avisou que tinha participado e o tema sempre me chamou a atenção. O legal é perceber que você precisa de networking, de criar contatos e de sair da inércia, o primeiro passo é sempre mais difícil, mas o resultado compensa muito. Abraços!

    • Quer dizer que eu não tenho apenas um concorrente ao posto de WM, né? ;)

      Com certeza o importante é sair da inércia. O networking, ao meu ver, é consequência natural de um esforço. Quando você se mexe descobre outros fazendo o mesmo movimento que você, e aí é hora de você aproveitar a oportunidade ou voltar para o ponto inerte.

      Que bom que gostou, Well (?).

      Um abraço.

      • Welliton Matiola

        Haha pois é, WM dominando. Pode me chamar de Well ou Ton (prefiro).
        Abraço.

    • Isso aí, Ton! Fazer networking às vezes exige um certo esforço… é preciso sair da zona de conforto, perder o medo, dar a cara pra bater. Mas quando você se aproxima de alguém que tem os mesmos interesses e afinidades pode dar muito certo. Abraço e obrigado pela participação!

  • Wellington Knabbenn

    Só fera nesse podcast, já tinha recebido spoiler do Will e estava aguardando ansiosamente m/. Massa!

    • Fala, Wellington! Que bom que ouviu, cara! Obrigado por registrar a participação aqui. :)

  • Karla Stevanatto

    Adorei este podcast e achei o conteúdo muito relevante, já é o terceiro que ouço. Conheci por conta dos vídeos do Walter Mattos, ele é uma puta inspiração para mim e tem tudo a ver com o que quero hoje para meu trabalho.

    É impressão minha ou as mulheres ficam um pouco de fora desse mundo? É muito raro ver mulheres que se posicionam ou são conhecidas neste meio. Taí uma dica para um futuro podcast!

    • Muito obrigado, Karla! É uma verdadeira honra saber sobre o seu apreço pelo material. Não só do meu mas do Aparelho também, claro. :D

      Sobre as mulheres, engraçado, semana passada eu e o Henrique conversamos exatamente sobre isso. Também acho que seria bem legal uma representante feminina por aqui. Pelo visto o Henrique já está correndo atrás disso.

      Beijão e obrigado novamente!

      • Karla Stevanatto

        De nada, seu trabalho é demais mesmo.

        Acho que ainda estou na fase low profile, quem sabe mais para frente me mostro. Já comecei a produzir alguns conteúdos, mas a timidez não me deixa postar ou me relacionar melhor com as pessoas da minha área. Quem sabe mais pra frente! rs

        Muito bacana a ideia, irei acompanhar. Parabéns novamente, beijos!

        • Cadê, cadê??
          Aproveita a oportunidade e compartilhe seu conhecimento com a gente. :D

    • Oi, Karla! Legal que você acompanha o trabalho do Walter, o cara realmente é talentoso e se esforça pra compartilhar tudo o que sabe com a galera.

      Sobre o lance das mulheres… como o Walter disse, estávamos mesmo falando sobre isso. Já estou me agilizando pra termos participações femininas no podcast. Se você conhecer alguém, recomendações são bem vindas. :)

      Abraço e brigadão por ouvir e comentar!

      • Karla Stevanatto

        Que ótimo, obrigada!

        Sou muito fã de uma professora que tive na faculdade, que é a Marina Chaccur, não sei se conhece. Ela é fera em hand lettering e tem um portfolio artístico incrível. Certeza que teria muita coisa bacana para passar.

        Ah, sempre acompanho também a news do Aparelho Elétrico e está show. Inclusive já indiquei seu manual para meus amigos, todos adoraram. Belo trabalho. É isso que gostamos, de designer para designer.

        Abraço e até mais!

        • Brigadão pela indicação, Karla! Vou dar uma olhada! :)

          • Karla Stevanatto

            Outra muito legal: Zanna Lopes, fundadora da Zanna Sound, primeira agência de sound branding da América Latina.

          • Legal, Karla! Outra boa contribuição! :)

  • É preciso saber comunicar online e offline. Eu infelizmente já fui levada muitas vezes pelo nervosismo quando vi profissionais que admiro bastante à minha frente… e quando assim acontece, perdemos muitas oportunidades. Não podemos colocar as pessoas num pedestal e por vezes elas são mais bacanas do que pensamos.
    Tenho um amigo que estava desempregado quando foi à 1ª edição do THU (Trojan Horse was a Unicorn). Ele tinha passado 1 ano em casa a construir portfólio e mostrou alguns desenhos para algumas pessoas lá do evento. O cara conseguiu arranjar um cargo como illustrador numa empresa de jogos no estrangeiro através desse evento e claro de ter arriscado falar com pessoas novas.

    Tem gente que o método de networking é “seguir para ser seguido”… :/ Só vejo um lado positivo disso no facebook: convidar todo o mundo para eventos.

    PS: Adorei o podcast!

    • Raquel! Que grande contribuição! Belo exemplo. É isso mesmo, no final, todo mundo é gente como a gente. O lance é tentar, se deu certo, beleza, se não deu certo, continua tentando. Não pode desanimar.

      E esse lance de me adiciona que eu te adiciono também não é comigo. Prefiro trocar ideia, interagir, pra de fato levar essa “amizade” pra um outro estágio.

      Abraço e obrigado pelo comentário! :)

      • Eu é que agradeço estes podcasts e em português. :) Ouvir música todo o dia como ambiente de trabalho chega a um ponto “vira o disco e toca o mesmo” e troquei a música hoje pelo podcast. Dá para aprender sem ter que interromper trabalho e ouvir pessoas a falar dá mais motivação do que ler artigos.

        Muita força para continuação do podcast, Henrique e companhia!
        Abraço.

        • Isso mesmo, Raquel. Podcast é um formato de conteúdo incrível. Com certeza vamos continuar produzindo esse tipo de conteúdo. O engajamento dos leitores/ouvintes tem me surpreendido. Realmente a aceitação é grande. Obrigado pelo feedback! :)

  • Gabriel Gonçalves

    Cara, os podcast são muito bons e divertidos! Caí de paraquedas há algum tempo aqui no aparelho elétrico e desde que conheci os podcasts não abro mão! Sou designer freelancer e comecei tem pouco tempo. Desisti de trabalhar para alguem depois que tive complicações no antigo emprego. E eu estou enfrentando exatamente esse problema de networking, quando eu vi que o podcast era sobre o assunto o olho chegou a brilhar! hahaha Mais podcasts como esse!

    • Fala, Gabriel!

      Que bom que tem curtido os podcasts! Fico feliz que o conteúdo está agradando. Networking é vital pra conquistar bons projetos, legal que você está ligado na importância disso.

      Grande abraço! Obrigado por ouvir e comentar aqui!

  • Matheus Quaresma

    Muito bem esclarecido a parte de aceitar job ou de não aceitar e de selecionar os clientes, seu trabalho vai render mais e você vai fazer melhor daquilo que você já é bom!
    Show de Bola podcast, sensacional ! adicionei a galera que já era fã e admira o trabalho ! só faltam me aceitarem hahaha ! Parabéns Msm ol

    • Boa, Matheus! Que bom que o podcast te incentivou a fazer mais networking. Missão cumprida! :)

      Grande abraço! Obrigado por ouvir e compartilhar tua experiência aqui.

  • Iure Figueira

    Se eu estava precisando de algum empurrão para criar vergonha na cara para
    tirar algumas ideias do papel, ganhei um monte! Que assunto mais que oportuno! Relevantíssimo!

    Até porque isso tem um impacto direto em um dos maiores problemas que a gente enfrenta:
    Auto estima! Insegurança ao manter um contato, ou participar de uma atividade
    (qualquer que seja, tanto na faculdade quanto no mercado de trabalho) é
    algo que limita muito o potencial de se atingir coisas bacanas!

    Tenho um apreço muito grande por esse tipo de conteúdo
    voltados a postura profissional tanto quanto o próprio
    conhecimento aplicado (independente de qual seja a área),
    porque essencialmente tudo depende da maneira como
    a gente se relaciona com as coisas.

    Inclusive esse foi o tema do meu trabalho final da faculdade,
    só que mais voltado para a questão do próprio Ensino do Design.

    http://bit.ly/tcc_iure_figueira

    Obs 1.: Deixei o link para a conversa não se estender muito. :)
    Mas não que eu não queira conversar sobre… rs

    Recentemente, e graças a vocês, comecei a me aventurar nesse
    universo de produção de conteúdo e também procurei falar um
    pouco do quanto essas relações e experiências são válidas para nós.
    (Não só do lado profissional, mas no lado humano também)

    http://bit.ly/designparasi

    Obs 2.: A observação 1 vale para a observação 2, também!

    No mais, não sei se é uma boa hora pra uma frase entre aspas…
    Mas eu acredito muito quando dizem que “é o conhecimento e as experiências a partir dele que transformam.”

    Sou muito grato por iniciativas como
    as suas e, do Walter, do Vinny e do Willian!

    Obrigado mesmo, pessoal!

    Forte abraço!

    • Grande, Iure! Obrigado por registrar a participação aqui.

      Você tocou em um ponto que acho muito importante e é um dos propósitos aqui do Aparelho Elétrico, melhorar a auto estima do profissional independente. O freelancer precisa melhorar sua auto estima para fazer um bom networking, para apostar em melhores clientes, para cobrar valores melhores.

      E fico feliz que o conteúdo que a gente gera esteja te inspirando. Quando a gente compartilha conhecimento, a gente colabora pra termos uma classe de profissionais melhor remunerada, que bom que você também está compartilhando o que você sabe. :)

      Grande abraço!

    • Cada contribuição sua vira uma aula, Iure. Pode ter certeza que nesse relacionamento existe uma troca muito mais que justa.
      Estou devendo leitura dos seus últimos posts mas pode ter certeza que quando rolar aquele tempinho vou lá aprender um pouco. :)
      Abração!

  • Muito bacana o podcast. Estou começando agora como freela ma ainda em cima do muro hahaha. Ma o clientes que estou conseguindo agora eu sei que me indicarão para outros. Acho que é meio assim que começa né. Uma coisa vai levando a outra. :)

    • Oi, Isabella! É isso aí, o lance é sempre fazer um bom trabalho pro teu nome circular no meio e receber mais indicações. E também se relacionar bem com as pessoas, de forma geral. Se as pessoas gostarem de você como pessoa, é um passo para gostarem de você também como profissional. :)

      Abraço! Obrigado por ouvir e comentar!

  • Esse podcast foi excelente! Parabéns a todos pela coragem em apresentar suas próprias histórias, e por compartilhar experiências relevantes. Uma historinha de horror sobre networking que aconteceu comigo esses dias.

    Em um grupo do Facebook sobre programação, postei o link de um texto meu, complementando minha resposta a uma questão. Imediatamente recebi uma solicitação de amizade, da pessoa à qual respondi, fazendo uma pergunta mais específica. E era uma pergunta do tipo “porque meu código não funciona”,. Eu até expliquei, e aconselhei ele a fazer de outro modo, que é uma forma mais segura e condizente com boas práticas de programação. Ele agradeceu e começou a enviar pergunta após pergunta. Em um momento, percebendo que ele tava é querendo que eu programasse para ele, e que tudo indicava que tava resolvendo um problema real em uma linguagem que não conhecia, me despedi dele. No que voltei a dar uma olhada no grupo, tava lá ele postando as questões mais nonsense.

    E esse foi o meu não do dia: desfiz a “amizade” e bloqueei. Acho que essa é uma regra de ouro pra vida: saber dizer não, resistir, afastar-se do que é impróprio.

    • Paulo! Isso é complicado, né? Acho que às vezes falta um pouco de bom senso nas pessoas. Assim acabam abusando da boa vontade. E talvez não seja nem bom senso, mas maturidade mesmo. Uma pena, pela abordagem errada aí acabou não rolando um bom networking.

      Brigadão por ouvir e por registrar teu comentário aqui!

  • Bacana! Excelente podcast… em um dos pontos, eu tento seguir a linha do Walter Mattos sobre a questão do Facebook.
    “Você é seu primeiro cliente!” Isso deve ser um mantra pro freelancer. Caímos muito naquela, “casa de ferreiro, espeto de pau.”

    • Fala, Ivanberg!

      Que bom ver que está acompanhando os podcasts! “Casa de ferreiro, espeto é de pau” é uma clássica no mundo da comunicação. Foi assim em vários lugares que trabalhei. E agora é o que tento mudar na minha vida como freelancer. E realmente dá resultado.

      Você é a primeira pessoa que tem que investir em seu negócio. Se você não investir em você mesmo, por que outra pessoa deveria investir?

      Abraço e obrigado pelo comentário!

      • Hahua apesar de assinar em baixo quem soltou essa frase no podcast foi o Vinny, eu apenas complementei. Valeu Ivanberg!

  • Car@!#0! Muito bom! Deixa eu organizar meus pensamentos aqui… Hahah

    Excelente conteúdo, galera! É uma baita inspiração pra gente que tá começando, saber como vocês deram início e tiveram sucesso. Realmente é bem difícil furar esse bloqueio interno de “botar a cara”, mas ao mesmo tempo é primordial e precisa ser feito de alguma forma, não só pra nós freelancers, mas em qualquer carreira.

    Tô desenvolvendo meu site agora e vocês me pilharam mais ainda. Talvez eu não tenha um blog logo de cara, mas sem dúvidas está nos meus planos para um futuro próximo. Podem ter certeza que, quando estiver pronto, vou escrever pra todos vocês e mostrar um pouco mais do meu trabalho e de mim. (Quem mandou incentivar? Hahah)

    Esse podcast virou algumas chaves na minha cabeça e me fez perceber que talvez eu estivesse fazendo da forma errada. Mas agora já tenho algumas ideias melhores e vou seguir por esse caminho.

    Sobre pegar Job por grana: Quem nunca? Tô sofrendo com um projeto que tá se arrastando, e tá sendo muito ruim pra mim. Mas já entendi que não devo fazer isso e inclusive já rejeitei outro projeto recentemente.

    Enfim, obrigado pelo conteúdo! Só tem fera nesse negócio aí.. Hahahah
    Valeu galera! :D

    • Grande, Igor! Quero ver esse site pronto logo, hein? :)

      Fico feliz que o podcast está te dando um gás e te mantendo motivado.
      Pô, pegar job abacaxi só pela grana é foda. Eu pego aqui só se for a última das últimas alternativas… senão o melhor é repassar mesmo. É melhor pra todo mundo, pra você e pro cliente.

      Abração e obrigado por comentar!

  • Show! Eu estava esperando por um podcast como este. ÓTIMOS CONVIDADOS! É muito bom ouvir de cada um suas experiências, isso é estímulo pra que possamos planejar nossas carreiras e se mexer mais.

    • Oi, Bruna! Fico feliz que curtiu o episódio e que ele esteja colaborando na tua motivação. Eu mesmo, depois que a gente grava, fico pilhado… com várias ideias e vontade de sair colocando tudo em prática na hora. :)

      Abraço e obrigado por ouvir!

  • Davi Rodrigues

    Confesso que já dei a gafe de começar a falar e só depois de lembrar de me apresentar rs. Uma coisa que já notei que o “grandes” sempre são os mais simpáticos, é difícil achar que seja “não me toques”, eles querem ensinar, passar o que sabem. Participo de muitos grupos de discussão de fotografia, e pessoas de fama nacional não só curtem, como comentam, dão dicas e postam as coisas. Já o NW em designer esta vindo através dos contatos da faculdade ainda, e de clientes por indicação (o que é muito bom, pois o cliente só indica se gosta e se acredita no projeto). Abraços a todos e sucesso!
    PS: Senti falta da ansiedade do Alvaro Neto rs

    • Fala, Davi! Belo comentário… é, às vezes talvez os caras não sejam nem “estrelinhas”, falta é tempo mesmo pra atender todo mundo. Abraço!

  • Ítalo Castilho

    Ficou bem legal o podcast, papo leve e descontraido, abordando assunto muito bom , que também serve para muitas outras áreas, não só o design. Vlw

    • Que bom que gostou, Italo!

      Com certeza, vale pra várias outras áreas… a ideia do Aparelho Elétrico é publicar conteúdo pra quem trabalha de forma independente, seja designer, programador, redator, tradutor, etc… tem muita gente aí que pode se beneficiar do conteúdo.

      Abraço! Obrigado por deixar tua contribuição aqui.

  • Michael Bastos

    Não é sempre que deixo comentários, mas estou de olho em vocês a todo
    momento. Estou de olho em você, Henrique, e em toda galera que conheci no
    Cofred 2015. Eu assinei a parte vip e estou muito satisfeito com o
    investimento, até ganhei o Freelancer Doc Box porque assinei por um link
    enviado por você, e sempre que posso eu entro na área vip do Confred para dá
    uma recapitulada em tudo.

    Parabéns por essa comunidade que cresce cada vez mais, me sinto feliz
    por fazer parte dela, por ter conhecido você, o Walter Mattos, o Guilherme
    Dantas, enfim, essa galera que está fazendo um trabalho fantástico, abrindo os
    seus próprios horizontes e o de muita gente também.

    Vi seu comentário lá no site do Walter e curti o comentário de outro
    internauta, o Brisola, no post ‘O que alimenta sua criatividade?’, vou comprar
    o livro que ele indicou também e fiz das palavras dele as minhas num comentário
    que deixe por lá: “compartilhar conhecimento é a melhor maneira de ajudar
    o mundo a evoluir”. Por isso vou continuar insistindo na minha fala,
    “vocês estão fazendo um design/mundo melhor” e quanto mais gente
    inserida neste contexto melhor. Já me sinto de casa, parabéns!

    • Grande, Michael! Demais teu comentário (até realcei ele aqui).

      Fico feliz que você tenha captado a ideia do projeto. O lance é esse mesmo, compartilhar conhecimento para termos uma classe de profissionais mais inspirada, motivada e melhor percebida pela sociedade. É isso aí!

      Que bom que você está se sentindo em casa aqui, cara. Fica à vontade pra sempre colaborar nos comentários. Essa interação é fundamental para evoluirmos os assuntos e levarmos mais conteúdo legal pra todo mundo.

      Abração e obrigado por acompanhar o blog. :)

  • kkkk Muito interessante ouvir os caras mais feras falarem sobre a difícil (e as vezes humilhante) tarefa de conquistar um bom Networking. Valew Henrique.

    • que bom que gostou, Marcos!

      haha, é… às vezes pode parecer meio humilhante tentar alguns contatos e não ter retorno. Mas, é melhor tentar e não conseguir, do que nunca tentar. Como o Vinny disse: o não você já tem. O lance é ir pra cima deles. :)

      Abraço e obrigado por ouvir!

  • Rose Idiartt

    Olá galera! Dicas valiosas, excelente podcast, recarregaram minhas pilhas : ) ! Estou nesta
    fase, já trabalhei em agências por um bom tempo e agora estou há uns 2 meses e pouco como freela.
    Para mim esta é realmente a parte mais difícil, como fazer o networking de forma
    que gere resultados, o que me dá bloqueio é o medo de fazer uma abordagem de
    maneira inadequada e não despertar interesse no possível cliente.

    • Oi, Rose! Que bom que o podcast está servindo como motivação. Sinal de que estamos acertando o ponto. :)

      E realmente, dá esse medo mesmo de abordar o contato sem saber se ele vai ver relevância em você. Pra resolver isso, uma dica que eu acho que é legal é sempre buscar estudar muito, se especializar e criar projetos interessantes. Isso atrai a atenção das pessoas e desperta o interesse.

      Abraço e obrigado por ouvir! :)

  • Eddy Oliveira

    Olhe, não sou de comentar nos sites que costumo entrar, mas esse podcast merece muito. Parabéns pelo conteúdo abordado, muito interessante, esclarecedor e encorajador. Essa profissão de freelancer gera muita insegurança para quem pretende começar na carreira e vocês abordam o tema com muita desenvoltura, é muito gostoso de ouvir, vou procurar os podcasts antigos, já favoritei o site que não conhecia. Muito bom, continuem!

    • Fala, Eddy! Ótimo que te motivamos a deixar o comentário aqui, sinal de que fizemos um bom trabalho! :)
      Muito obrigado pelo feedback, cara. Brigadão pela força… essa semana iremos gravar mais um. Eu sempre aviso a galera por e-mail quando tem conteúdo novo. Se quiser ser avisado, é só cadastrar teu e-mail em qualquer uma das caixas do blog.

      Grande abraço e obrigado pelo comentário.

  • João Pinto Santos

    Valeu pelo podcast!

    Me identifiquei muito com vocês e com o que passaram no início, principalmente os mais tímidos =P

    Aí surgiu-me uma dúvida, que me persegue a algum tempo, que é, sendo freelancer é melhor nos apresentarmos como uma equipa para dar a ideia de mais profissionalismo ou se nos apresentamos como sendo só nós mesmo?

    Eu sou freelancer e trabalho sozinho, mas se houver algum trabalho assim mais complicado e de maior dimensão tenho sempre amigos a quem recorrer para me ajudar. Aí é que fica a dúvida!

    Outra questão é a aqueles sites tipo freelancer.com ou upwork, vale a pena investir tempo nesses sites?

    Desculpa aí tanta pergunta, mas seu podcast me fez pensar nisso tudo =)

    Aproveitando as vossas dicas =P se tiverem um tempo deem uma olhada no meu portfolio aqui: http://joaosantos.org ou no behance https://www.behance.net/joaodossantos e deem um feedback, um comentário aos meus trabalhos, era muito foda isso =)

    Um grande abraço aqui de Portugal!

    • Fala, João!

      Vou te passar a minha opinião. Não é uma regra, ok? Eu acho que o freelancer deve explorar o fato de ser um profissional avulso, deve transformar isso em uma vantagem. Então sempre falo pros meus clientes que o bom de trabalhar comigo é que estão falando diretamente com quem cria, assim não tem ruído de informação e burocracia. Ou seja, mais agilidade no processo.

      E sobre os sites para freelancers, fizemos um podcast dedicado a isso: http://aparelhoeletrico.com/podcast/podcast-sites-de-jobs-para-freelancers/ Particularmente, acho que os valores praticados nestes sites são muito baixos. Eu não consigo manter meu padrão trabalhando por eles. Mas tem gente que se dá bem por lá. De repente, é questão de tentar e ver como você se sai.

      Grande abraço! E obrigado por registrar tua participação aqui.

  • Raquel Rodrigues

    Adorei o podcast, Meninos! Eu não conhecia vocês e cheguei aqui porque estou pesquisando o mercado freelancer. Sou designer gráfica de formação, networker por vocação e há seis anos atuo em Networking. Hoje, tenho uma empresa de treinamentos com um pilar para ensinar o verdadeiro Networking para profissionais e é muito bom ver que os freelancers percebem a importância das conexões e de construir redes de contatos fortes e duradouras. Excelente papo, excelentes dicas! Vou acompanhar vocês e recomendar os conteúdos ;)

    • Oi, Raquel! Fico muito feliz em ver nosso conteúdo sendo validado por uma especialista no assunto.

      Muito obrigado pelo comentário. Te aguardo participando mais vezes. Grande abraço! :)

  • Markin Santiago

    Galera o podcast de vocês é muito bom continuem assim.
    Sobre o assunto levantado de que Freela com um grande network e não é um bom design esses caras tem um grande mercado, ele atinge muito bem o publico médio, e principalmente em cidades pequenas, cidades de interior, que a indicação movimenta tudo. Então o network desta pessoas é 60% e a criação e habilidade é 40% dos jobs deles, e sim funciona.
    Um alo ai pro Walter cara curto muito seus jobs extremamente técnicos, inspiradores.

    • Fala, Markin!

      Acho que é por aí. Às vezes ser bom naquilo que você faz não garante seu sucesso. O cara consegue se dar bem sendo um profissional mediano, mas trabalhando bem as indicações.

      Abraço!

Publicidade
MAIS DE 8.000 PRofissionais independentes Já recebem ANTECIPADAMENTE AS nossas atualizações.
Cadastre-se na nossa newsletter e receba “O Incrível Manual do Freelancer Moderno” direto no seu e-mail, sem pagar nada por isso.
 Sempre enviamos conteúdo relevante, sem spam. E você pode se descadastrar quando quiser.