Faça networking e veja o número das suas indicações decolar
 Publicado: 28/10/2014 Atualizado: 30/10/2016

Faça mais networking e veja sua carreira freelancer decolar de vez

Veja como fazer networking, quais são os benefícios, o valor das indicações, como aumentar a sua rede de contatos e como trabalhar a sua reputação.
  Por Henrique Pochmann
Caiu na rede...

Você, como um bom freelancer, sabe do potencial do boca a boca. Um trabalho que chega por indicação de alguém de confiança, já chega com propriedade, chega com aquele cheiro de “vamos fechar negócio”.

Escrevi este artigo pensando justamente nisso, em aumentar a frequência e qualidade das indicações que você recebe.

Se você chegou até aqui pensando que vou mostrar alguma fórmula mágica, sinto lhe informar, mas não se trata disso.

O que você vai ver abaixo é uma série de boas práticas e dicas de networking que vão aumentar a sua visibilidade dentro da network que você atua.

 

Os seguintes tópicos serão abordados:

  • O que é network?
  • O que é networking?
  • O valor das indicações
  • Os benefícios de fazer networking
  • O seu networking começa em você. Trabalhe a sua reputação
  • Ferramentas indispensáveis para um bom networking
  • Fale com os contatos que você já tem
  • Como aumentar sua rede de contatos
  • Networking na prática

E ae, se interessou? Então vamos lá…

 

O que é network? 

O que é network

Tome cuidado para não confundir “network” com “networking”. Embora sejam palavras semelhantes, elas têm significados diferentes.

“Network” (ou “rede” em português) é o conjunto de conexões profissionais e pessoais que você mantém ao longo da sua trajetória.

Digamos que sua network seja formada por pontos, cada vez que você conhece uma nova pessoa e passa a ter um relacionamento frequente com ela, um novo ponto surge na sua rede.

Sua network hoje pode ser formada pela sua família, amigos, colegas de faculdade, professores, fornecedores, clientes e prospects. Cada uma das pessoas presentes nestes grupos representa um ponto dentro da sua rede de contatos.

Veja, na figura acima, como seria representada graficamente uma network.

 

O que é networking?

networking-o-que-e

Seguindo o exemplo anterior, networking seria a prática de criar pontos de contato dentro da sua network. Ou seja, conhecer e se relacionar com as pessoas.

Network é a rede completa de pontos, e networking é o relacionamento com cada um desses pontos.

A ideia central do networking é criar uma relação comercial contínua e colaborativa de ganho mútuo entre os pontos da rede.

Funciona mais ou menos assim: digamos que você tenha um amigo programador que foi procurado para fazer um serviço de design, já que ele não presta esse tipo serviço, ele indica você como uma pessoa de confiança para fazer o trabalho.

Nesse exemplo seu amigo indicou você porque te conhece e sabe da qualidade do seu trabalho. Em outras palavras, você foi beneficiado pelo bom networking que tem com seu amigo programador. Amanhã ou depois será você que vai indicar os serviços dele. E voilá, está aí um belo networking!

 

O valor das indicações

networking-o-valor-das-indicacoes

Infelizmente, no nosso mercado as indicações às vezes valem mais do que a competência de um profissional.

Você já deve ter ouvido a história de alguém que conquistou um determinado trabalho porque era conhecido de outro alguém influente, mesmo sem aquele profissional ser o mais qualificado para assumir o projeto.

Isso acontece normalmente quando a pessoa contratante não tem o conhecimento técnico necessário para avaliar o profissional a ser contratado. Assim ela pede uma indicação para alguém de confiança e, sem perceber, transfere a responsabilidade da seleção do profissional.

Indicações são valiosas porque elas já chegam com uma espécie de “carimbo de credibilidade”.

É infinitamente mais fácil fechar um projeto que chegou por indicação do que um que você está prospectando sozinho.

Por isso a importância de ter um relacionamento estreito e produtivo com todos os pontos de contato da sua rede.

 

Os benefícios de fazer networking

networking-os-beneficios-de-fazer

É como diz aquela frase: “se você quiser ir rápido vá sozinho, se você quiser ir longe vá acompanhado”. Esse provérbio define bem os resultados de um bom networking.

Veja alguns benefícios da prática:

  • Receber indicações qualificadas de trabalho;
  • Aumentar a sua visibilidade dentro do seu mercado (quem não é visto, não é lembrado);
  • Expandir a sua própria visão do mercado;
  • Possibilidade de aconselhamento com outros profissionais;
  • Inspiração e aprendizado através da troca de conhecimento.

 

O seu networking começa em você.
Trabalhe a sua reputação.

networking-trabalhe-sua-reputacao

Estamos falando muito aqui sobre receber indicações. Mas é importante ressaltar que não basta receber indicações se você não tem o perfil necessário para lidar com o trabalho. Você pode acabar jogando fora algumas oportunidades e perdendo a sua “indicabilidade” (ou capacidade de ser indicado).

Quando falo “perfil necessário”, não estou me referindo exclusivamente a suas qualificações profissionais, mas também ao seu perfil pessoal. Seu número de indicações cresce quando você é, além de um profissional exemplar, uma pessoa cordial, atenciosa, honesta e preocupada com o bem estar das pessoas a sua volta.

Já vi profissionais incríveis perderem promoções, pois ainda eram imaturos do lado pessoal, não sabiam lidar com outros colegas de trabalho. Faltava experiência de vida e isso não tem curso que ensine só se conquista vivendo.

É importante lembrar também que ninguém quer errar na hora de dar uma indicação. Quem indica está trabalhando seu próprio networking. Aquele que dá uma indicação valiosa fica mais bem-visto dentro da network a qual pertence.

O ato de indicar alguém carrega certa responsabilidade que às vezes passa despercebida. Se você indicar alguém para um projeto e a pessoa deixar a desejar, você pode se desvalorizar dentro da sua rede.

Então aqui a dica é: trabalhe a sua reputação, se desenvolva cada vez mais como profissional, mas não se esqueça do lado pessoal. Seja uma pessoa positiva, do tipo que todos querem estar perto, apresente novidades, agregue valor a sua rede. Assim seus contatos ficarão mais confortáveis em indicar você para novos projetos.

 

Ferramentas indispensáveis para um bom networking

networking-ferramentas-para-fazer

Cartão de visita – o bom e velho cartão de visitas ainda é indispensável, mesmo nesse mundo ultra conectado. Crie o seu cartão dando uma atenção especial ao design, ele precisa transmitir uma imagem profissional. Em muitas vezes será o primeiro contato que as pessoas terão com seu lado profissional. Aproveite a chance de causar uma boa primeira impressão.

Grande parte do networking é feito em eventos, onde vários cartões circulam pelas mãos das pessoas. O seu cartão de visitas precisa se destacar dos demais.

Site – várias indicações ocorrem no mundo virtual, em uma troca de e-mails, contato via Skype, Gtalk, Facebook, etc. Neste caso você precisa de uma ferramenta que substitua o cartão de visitas. Ou seja, você precisa de um site.

Esqueça aquele blog pessoal que você conta sobre o seu cachorro e onde passou as últimas férias. Aqui estamos falando de negócios. Você precisa de um site que diga quem você é, o que você faz, as formas de contato e mostre seu portfólio. Não descuide do design aqui também e aposte em efeitos de interação para se destacar da concorrência.

Assinatura de E-mail – como dito antes, muitos contatos acontecem via e-mail, por isso é indispensável ter uma assinatura bonita e bem diagramada. Assim seus potenciais clientes e parceiros não vão pensar que você é um mero aventureiro em busca de uma grana extra. A ideia é sempre transmitir profissionalismo.

É importante investir nas suas peças de apresentação. Você precisa de um material marcante, distinto, que retratem o profissional competente que você é. As pessoas gostam de se associar a quem é de vanguarda, a quem foge do senso comum.

Assim como você está procurando pessoas inspiradoras para o seu networking, as outras pessoas também estão. Então seja essa pessoa inspiradora e atraia novos contatos. Seu networking vai acontecer de forma bem mais simples.

Para complementar este tópico, recomendo que você leia o post: É branding o que falta no seu business de freelancer.

Fale com os contatos que você já tem

networking-fale-com-os-contatos-que-voce-ja-tem

Antes de sair tentando desbravar o mundo atrás de novas pessoas, pare e pense um pouco nos contatos que você já tem. Você já fez isso? Vai se surpreender com a quantidade de gente que já está na sua rede.

Não estou falando aqui de contatos superqualificados, que trabalham exatamente na sua área, estou falando em pessoas de forma geral. Você pode conseguir trabalho através de pessoas fora do meio também.

Então sugiro que você envie e-mails ou contate de alguma forma todos os pontos próximos da sua rede (sejam familiares, amigos, ex-colegas, ex-professores, colegas de esportes, vizinhos, etc) e diga que você atualmente está trabalhando como freelancer, faz os serviços X, Y e Z, e está à disposição, caso apareça algum trabalho na área. (caso você ainda não tenha feito isso)

Este simples contato vai deixar a sua rede em alerta e quando surgir uma oportunidade certamente vão lembrar de você.

 

Como aumentar sua rede de contatos

networking-como-aumentar-sua-rede-de-contatos

Para fazer mais networking você precisa sair de casa e evitar a rotina, veja abaixo algumas dicas para aumentar a sua rede de contatos:

  • Chame seus ex-colegas de trabalho para um almoço, diga que podem levar junto algum novo colega de trabalho;
  • Faça cursos presenciais;
  • Frequente feiras e eventos ligados a sua área;
  • Leve o seu cachorro para passear onde os outros donos de cães se encontram;
  • Não falte a aniversários, casamentos e outros eventos sociais;
  • Participe de clubes e outras associações dentro do seu perfil;
  • Pratique esportes coletivos como futebol, vôlei e basquete. Esportes que envolvem um grande número de pessoas vão aumentar rapidamente seu círculo de amizades;
  • Quebre a rotina, evite ir sempre aos mesmos lugares, almoce em restaurantes diferentes, frequente outros cinemas, shoppings, lanchonetes, etc. Assim você evita encontrar sempre as mesmas pessoas;
  • Vá as reuniões de condomínio do seu prédio;
  • Viaje em excursões de vez em quando;
  • Teste novos fornecedores na medida do possível.

Ok. Acho que você já entendeu né? A dica é estar em contato com o maior número de pessoas possível.

Mas claro, faça tudo dentro da sua personalidade. Seja você mesmo. Aumentar a sua rede de contatos não pode ser uma atividade mecânica e egoísta. Você deve agir dentro da normalidade e fazer contato com pessoas que você se identifique e se identifiquem com você. Lembre-se: seja interessado, não interesseiro.

 

Networking na prática

networking-na-pratica

Não espere, faça acontecer

Toda a vez que um contato seu mencionar que vai te indicar para outra pessoa, inverta a ordem. Ao invés de você ficar passivo esperando o contato acontecer, solicite o e-mail da pessoa em questão e se apresente para ela diretamente.

Por exemplo, quando um amigo diz que vai me indicar para determinada pessoa, eu sempre pergunto a ele se não se importa de me passar o contato para que eu me coloque a disposição. Essa prática reduz consideravelmente o risco do contato não acontecer. Pois, no caso, dependeria do meu amigo fazer o contato e depois dependeria da pessoa me contatar. Fazendo da forma que sugeri, você assume uma posição mais ativa e ainda demonstra profissionalismo.

 

Tenha uma frase de apresentação

Ensaie uma frase simples, mas que transmita exatamente o que você faz. Por exemplo, a minha seria: “Eu sou web designer, minha especialidade é gerar tráfego através de SEO”. Fuja de palavras rebuscadas e neologismos que não explicam nada. Você não conhece a pessoa, não sabe o nível de conhecimento dela, então é melhor ser básico e direto.

Utilize-a sempre em eventos e outras situações em que você for falar com alguém, mas não tem muito tempo para explicar sobre o seu trabalho.

 

Escreva no dia seguinte

Depois de ter ido a um evento, distribuído e coletado cartões de visita, envie um e-mail no dia seguinte. No e-mail diga algo como: “Olá, eu sou o Fulano, nos falamos no evento X ontem, estou te escrevendo pra deixar meu endereço de e-mail contigo. Vamos manter contato. Abraço!” Por mais que a pessoa já tenha o seu e-mail no cartão de visita que você entregou, essa atitude estreita a relação e demonstra interesse da sua parte.

 

Lidando com cartões de visita

Em eventos onde se faz muitos contatos em pouco tempo, as vezes é difícil lembrar quem são todos os donos dos cartões que você recebeu. Neste caso, a dica é escrever algo no verso do cartão que ajude você a lembrar de cada pessoa.

É importante também ler o cartão com atenção no momento em que você recebe. Pegar o cartão e coloca-lo no bolso imediatamente pode dar a impressão de que você não se interessou pelo trabalho da pessoa.

 

Mantenha sua rede sempre ativa

Participe da vida dos seus contatos, escreva um e-mail, compartilhe uma notícia, convide para uma cerveja ou um café. Não caia no erro de só lembrar das pessoas quando precisa da ajuda delas. Isso pode acabar queimando seu filme.

Sempre que encontrar uma pessoa, tente se lembrar do que conversaram na última vez e pergunte algo a respeito. Memorizar esse tipo de detalhe a respeito dos seus contatos gera empatia, as pessoas vão lembrar mais facilmente de você.

 

Trabalhe com um número razoável de contatos

Não sonhe em ser o rei do networking, o cara com mais de mil contatos, porque você não vai conseguir dar a atenção adequada para cada um deles. E corre o risco de se tornar um chato. Vale mais a pena você ter menos contatos, mas ser realmente presente na vida dessas pessoas. Será bem mais produtivo para você e para eles.

 

Pergunte mais, fale menos

Perguntar a respeito do trabalho das pessoas faz você parecer uma pessoa interessada, o que gera uma ótima primeira impressão. Preste atenção em cada resposta e interaja adequadamente.

Não exagere na curiosidade ou finja estar interessado, o seu networking pode ter efeito contrário, em vez de te aproximar, vai te afastar das pessoas.

 

Relembrando

Ao longo deste artigo você viu os seguintes tópicos:

  • O que é network?
  • O que é networking?
  • O valor das indicações
  • Os benefícios de fazer networking
  • O seu networking começa em você. Trabalhe a sua reputação
  • Ferramentas indispensáveis para um bom networking
  • Aproveite os contatos que você já tem
  • Como aumentar sua rede de contatos
  • Networking na prática

 

Concluindo

Para criar e manter uma rede de contatos sólida, você precisa focar em fazer amizades, a diferença é que neste caso é no campo profissional.

Esforce-se para sair da rotina e não frequentar os mesmos lugares. Permita-se participar de novos grupos e associações e envolva-se com as pessoas, se interesse pela vida delas, aplauda suas conquistas, divida informações e compartilhe conhecimento.

Aqui no Aparelho Elétrico você ainda encontra um podcast dedicado a networking, vale a pena ouvir.

Seguindo estas dicas, certamente o seu networking vai ser bem mais produtivo e o número das suas oportunidades de negócio como profissional independente vai crescer rapidamente. Boa sorte!

Que tal compartilhar esse artigo com os seus contatos e já começar a estreitar seu networking? Fique à vontade. :)

Conte aqui nos comentários o que achou deste post. Vamos evoluir o assunto e gerar mais informações para quem trabalha como freelancer.

Cadastre-se na newsletter do Aparelho Elétrico e seja o primeiro a saber da publicação de novos posts como esse. Basta colocar seu e-mail no box abaixo.

Curta o Aparelho Elétrico no Facebook
Hey, GOSTOU DESTE POST?
Assine GRÁTIS nossa newsletter e receba nossas atualizações antes de todo mundo.

Você ainda leva uma cópia do “O Incrível Manual do Freelancer Moderno” direto no seu e-mail e sem pagar um tostão por isso.
 Enviamos conteúdo relevante, sem spam. E você pode se descadastrar quando quiser.
Publicado por:
Henrique Pochmann
Criou o Aparelho Elétrico em 2014. Produz e apresenta o podcast do blog. Trabalha com marketing digital desde 2002. Quer mais tempo para colocar outros projetos em prática, quer uma bicicleta e quer uma bio mais legal também.

Recomendados para você
 podcast
Henrique Pochmann, Vinny Campos, Walter Mattos e Willian Matiola conversam sobre o que é legal, e o que não é, na hora de fazer networking.
  Por Henrique Pochmann
Participe da Conversa
  • Henrique, ótimas dicas, parabéns.

    Tentamos fazer o melhor Networking possível, mas pra variar na prática surgem problemas corriqueiros como o famoso “muita correria”, “sem tempo” como respostas padrão pra tentarmos marcar aquele almoço que quase nunca vinga, aquele café que acaba desmarcado por imprevistos de trabalho ou coisas do tipo.

    E como fazer Networking sem parecer interesse? Muitos esquecem que é importante fazer contatos estando trabalhando, não após uma demissão ou algo do tipo para buscar uma indicação.

    Abraço!

    • Com certeza, Ron!

      Você disse tudo. É complicado conciliar a correria do dia a dia com um simples almoço, lanche, café…. mas a gente esquece que são esses contatos que são vitais para a saúde do nosso business. A sugestão é colocar na pauta, como se fosse qualquer outro trabalho, talvez resolva. Uma vez por semana se encontrar com alguém da rede para conversar, sem pretensão, como um investimento na parceria mesmo.

      Obrigado pelo comentário!

      Grande abraço.

  • Fala Henrique!

    Sou novo por aqui, dei uma lida em alguns textos. O site é demais e já está salvo nos meus favoritos!
    E como tenho uma certa dificuldade nesse quesito, este texto de networking foi bastante esclarecedor! Obrigado por compartilhar!

    Um abraço e parabéns pelo site!

    • Fala, Thiago! Cara, fico feliz em saber que o conteúdo está te ajudando. Boa sorte por aí no networking. Grande abraço!

  • Fernando Araújo Bagno da Silva

    Boas dicas. Muito se lê sobre elas mas nada bem explicado assim. Parabéns ao autor.

    Tenho um projeto de sair do “mainstream” e partir para trabalhos como freelancer mas acredito ter feito algumas coisas erradas durantes os meus quase 8 anos de desenvolvedor. Agora estou tentando corrigir algumas e a minha maior dificuldade é o network/networking para conseguir mais trabalhos.

    • Obrigado, Fernando!

      A área de desenvolvimento pelo que tenho visto é muito boa pra quem quer ser freelancer, o mercado está carente de bons profissionais e é a demanda cresce cada vez mais (startups, aplicativos, blogs, sites…). Já vi alguns amigos fazerem muita grana nessa área. Principalmente trabalhando pra agências digitais.

      Obrigado por comentar aqui. :)

      Grande abraço!

      • Fernando Araújo Bagno da Silva

        Aproveitando a deixa, andei mudando meu site para deixar ele mais profissional. Poderia dar uma olhada nele e ver o que acha?

        Antes era apenas um blog e um pequeno portfólio, hoje mudei para parecer mais um site com meus serviços, mantive o portfólio e mudei o blog para uma seção específica do site. Acha que está bom? Preciso melhorar um pouco os textos e aumentar o portfólio, mas isso vai ser ao longo do tempo.

        • Oi, Fernando!

          É difícil opinar assim no escuro, não sei qual a sua intenção, o tipo de cliente que quer impactar.

          Mas eu recomendaria você ter 2 layouts, um para o seu site e outro para o blog. O ideal é que seu site seja bastante envolvente e persuasivo para levar o visitante a solicitar um orçamento. Recomendo deixar um botão “orçamento” a direita no topo em um menu que acompanhe a rolagem.

          Foque bastante em descrever os serviços que você faz também. Tenha em mente se você está escrevendo pra um cliente que programa também ou um cliente que não entende de programação. (aí a importância de conhecer o público que se quer atingir).

          Espero ter te ajudado pelos menos um pouco.

          Abraço e boa sorte com seu site. :)

          • Fernando Araújo Bagno da Silva

            Ainda sou bem ruim em marketing, então já viu. Suas dicas já valeram bastante e algumas foram acatadas e alteradas já no site.

            Obrigado pelo feedback!
            Abraços.

          • Com o tempo o cara vai pegando o jeito. ;
            Depois me conta se deu retorno. Abraço!

          • Fernando Araújo Bagno da Silva

            Sim, sim. Claro.

  • Rafael Braz

    Muito bom cara.
    agora que tenho essas dicas vai ser bem melhor praticar.
    Muito obrigado por compartilhar seu conhecimento.
    Seu site é otimo, ele agora é um dos sites que eu sempre vou ter e usar como referencia.
    Abração cara.

    • Fala, Rafael! Que bom que curtiu as dicas, cara. Vou me esforçar aqui pra merecer essa colocação aí nas suas referências! Abração e obrigado por deixar teu feedback aqui.

Publicidade
MAIS DE 9.000 PRofissionais independentes Já recebem ANTECIPADAMENTE AS nossas atualizações.
Cadastre-se na nossa newsletter e receba “O Incrível Manual do Freelancer Moderno” direto no seu e-mail, sem pagar nada por isso.
 Sempre enviamos conteúdo relevante, sem spam. E você pode se descadastrar quando quiser.