[Infográfico] 50 erros que afastam os freelancers do sucesso
 Publicado: 24/08/2015 Atualizado: 30/10/2016

[Infográfico] 50 erros que afastam os freelancers do sucesso

Talvez você esteja errando em algo que está custando o sucesso da sua carreira como freelancer. Tire essa dúvida agora!
  Por Henrique Pochmann
Erro 51 - Não ler este infográfico.

Levanta a mão aí do outro lado da tela quem nunca errou. Todo mundo erra. Errar é humano, já disse alguém muito esperto.

E em se tratando de empreender, errar até faz bem, porque significa mais experiência e preparo.

Para que você não tenha que quebrar a cara até colocar o seu business no caminho certo, o Aparelho Elétrico preparou um belíssimo infográfico contendo os erros mais comuns que os freelancers cometem gerenciando a carreira.

Ah, e talvez você se interesse também pelo podcast que gravamos sobre Erros Comuns que os Freelancers Cometem.

Pegue seu drink favorito e boa leitura!

50 erros que afastam os freelancers do sucesso

Infográfico 50 erros que afastam os freelancers do sucesso

Coloque este infográfico no seu site – copie o código HTML abaixo

Veja abaixo, sem uma ordem específica, vários erros que os freelancers cometem e o que você pode fazer para evitá-los

01 – Descuidar do Marketing

Sem marketing, você vai fazer apenas os jobs que os outros querem que você faça, não os que você tem interesse em fazer.

02 – Não fazer networking

Busque sempre aumentar o seu círculo de contatos e se relacionar de modo construtivo com seus parceiros.

03 – Ficar esperando por indicações

Você pode usar várias ferramentas para atrair atenção para o seu negócio. Arregace as mangas e assuma o controle da sua divulgação.

04 – Não ter um site profissional

Se você quer ser levado a sério e brigar por melhores projetos, invista em um site profissional e adquira um domínio com o seu nome. Mostre que você coloca dinheiro no seu negócio.

05 – Não manter um portfólio adequado

Abra mão do seu portfólio quilométrico. Publique no seu site os 10 melhores trabalhos que você fez e se coloque à disposição para mostrar mais via e-mail. Mantenha ele sempre atualizado!

06 – Não descansar adequadamente

Permita-se descansar adequadamente. O descanso é fundamental para manter uma alta produtividade no trabalho. Trabalhe menos, mas trabalhe melhor.

07 – Não montar um home office apropriado

Faça o possível para ter um local de trabalho confortável. Pense bem na hora de escolher sua mesa e cadeira, pra não
comprometer sua postura. Sua saúde em primeiro lugar!

08 – Confiar cegamente na memória

Você pode até ter uma memória eficiente. Mas em algum momento ela vai falhar, pode acreditar. Use uma planilha de pauta pra te ajudar a lembrar de tudo.

09 – Não saber definir prioridades

Priorize o que faz a grana entrar e, de fato, o que não pode esperar. Não coloque em risco os interesses de quem já é seu cliente.

10 – Não conhecer sua capacidade de produção

Utilize a Técnica Pomodoro ou algum outro mecanismo que cronometre o tempo em cada tarefa. Vai te dar mais segurança nos orçamentos.

11 – Descuidar da saúde

Longas jornadas de trabalho regadas a má alimentação não levam a nada. Você pode estar faturando bastante, mas isso pode estar custando a sua saúde. Você precisa estar de pé pra manter seu negócio funcionando.

12 – Não se dedicar a projetos pessoais

Acredite na suas ideias e invista nos seus projetos. Vão agregar valor a sua carreira e podem virar uma nova fonte de renda.

13 – Sempre tentar resolver sem terceirizar

Terceirize o que tiver que terceirizar. Faz parte. Veja como um investimento em prol dos seus parceiros e da qualidade do projeto.

14 – Não planejar o futuro do seu business

Responda a pergunta: onde você quer chegar com isso? Assim fica mais fácil tomar decisões que te aproximem desse objetivo. :)

15 – Se preocupar demais com críticas

Faça o que for relevante para o seu negócio e não se deixe dominar pela dúvida “mas o que será que os meus ex-colegas de trabalho vão dizer disso?”.

16 – Deixar transparecer a irritação com clientes

Todo cliente pede alteração e questiona. Ele tem que saciar a insegurança. E o freelancer precisa ser profissional e manter a boa imagem. Mantenha a elegância, sempre!

17 – Não ter um fluxo de caixa organizado

Coloque tudo na ponta do lápis. É capaz de você perceber que tem mais dinheiro do que pensava. Mande a preguiça passear e abra o excel agora!

18 – Parar de se atualizar

O mercado é dinâmico e está em constante transformação. Você tem obrigação de estar atualizado pra se manter
em vantagem. Não vacile!

19 – Não enviar e-mails formalizando decisões

É comum as pessoas não saberem o que ficou decidido na reunião. Envie e-mails do tipo: “conforme nossa reunião, o próximo passo é…”. Assim não fica aquele lance do dito pelo não dito.

20 – Não diversificar suas fontes de renda

Isso é vital para manter seu negócio de pé em períodos críticos. Busque alternativas além da prestação de serviços tradicional. Pense em aulas, palestras, etc…

21 – Desistir cedo demais

A falta de preparo faz ótimos profissionais desistirem cedo. É preciso se planejar e ter paciência. Aos poucos os rendimentos estabilizam.

22 – Começar a carreira sem ter experiência

É preciso respeitar o ciclo da sua carreira. Você precisa amadurecer como profissional antes de trabalhar como freelancer.

23 – Não pensar em gerar renda passiva

Economize e invista de forma inteligente. Faça negócios que andem sozinhos: crie infoprodutos, compre ações, imóveis, etc…

24 – Não separar vida pessoal da profissional

Estipule o seu horário de trabalho, respeite ele e evite a tentação de trabalhar sempre até tarde. Não sacrifique seus momentos de lazer, isso pode acabar afetando seu rendimento no trabalho.

25 – Nunca fazer cortesias e só pensar em faturar

Cuidado para não parecer muito mercenário. Faça pequenas gentilizas para seus clientes. Assim você passa a ser visto como um parceiro e não só como mais um prestador de serviços.

26 – Continuar pensando como funcionário

Você tem que pensar como o líder de uma empresa. Leia sobre empreendedorismo e desenvolva sua mentalidade empreendedora.

27 – Oferecer muito serviços sem ter uma especialidade

Assim você ganha em quantidade, mas perde em qualidade de jobs. Seja especialista em ao menos uma coisa.

28 – Não focar nos serviços que gosta de fazer

O que a gente gosta, a gente faz com tesão e gera resultados. Deixe claro para os seus clientes para que tipo de trabalho seu perfil é mais adequado.

29 – Aceitar mais trabalho do que pode entregar

O resultado disso é muito desgaste físico e emocional. Não caia nessa roubada. Seja transparente com seus clientes. Avise que está com a pauta cheia. Negocie e peça mais prazo, se necessário.

30 – Não guardar dinheiro

Esteja preparado para eventualidades. O ideal é você guardar, pelo menos, 10% de tudo que você recebe. Encare como um imposto pago a si mesmo. :)

31 – Não informar o cliente sobre todos os seus serviços

No primeiro contato, mencione todo o seu mix de soluções. Assim o cliente não fica pensando que você presta apenas um tipo de serviço.

32 – Não analisar o projeto e precificar errado

Calma! Analise o projeto sem pressa e passe um valor coerente com o tempo que ele vai te tomar. Isso vai te livrar de trabalhar muito por pouco $.

33 – Achar que deve aceitar qualquer trabalho

A dica é ter postura profissional, brigar por melhores condições de trabalho e se for necessário, recusar o job. Abra espaço na pauta pra um job melhor!

34 – Enviar orçamento sem falar com o cliente pessoalmente

Antes de orçar, peça pra falar por telefone, skype ou pessoalmente com o cliente. Isso aumenta as chances do seu orçamento ser aceito.

35 – Começar o job sem receber um sinal

É assim que o mercado funciona. Não abra mão dessa regra. Só comece a trabalhar depois que receber uma parcela do pagamento. 

36 – Não fazer pós-venda

Pergunte sobre os resultados do último trabalho. Esteja atento aos seus clientes. Se relacione. É mais fácil vender pra quem já comprou de você.

37 – Só pensar em fazer portfólio

Seus clientes tem problemas e você precisa ajudá-los com as soluções. Não pense apenas em colocar mais um job bonito no portfólio. Gere resultados!

38 – Não formalizar o job em uma proposta

Para que não haja ruídos de comunicação, formalize uma proposta em um PDF ou DOC. Evite enviar propostas no corpo do e-mail.

39 – Facilitar o pagamento e comprometer sua renda

Cuidado ao receber em parcelas. Isso pode comprometer seu capital de giro. Utilize sites como o PayPal e o PagSeguro.

40 – Ter receio de solicitar pagamentos

Não se preocupe, os clientes estão acostumados com isso. É como o mercado funciona. Não tenha medo de solicitar os seus pagamentos.

41 – Não se empolgar com os projetos dos clientes

Mostrar entusiasmo com o projeto causa uma boa impressão e rende pontos extras na avaliação final dos orçamentos. Se o projeto parece legal, diga isso pro cliente!

42 – Precificar baixo pro cliente não achar caro

Melhore a sua auto estima! Se você já sair baixando seu preço de cara, não vai sobrar nada. Negociar faz parte. Faça um preço justo, sem medo.

43 – Não ser acessível aos clientes

Trabalhe no mesmo horário que seus clientes e tenha um bom tempo de resposta nos e-mails. E não banque o fujão, você vai perder negócios e se queimar no mercado.

44 – Não aprender sobre administração

Se não aprender sobre finanças e business, vai morrer na praia. Reserve um tempo na pauta para ler sobre o assunto.

45 – Não ser claro na comunicação

Seja claro na comunicação. Principalmente por e-mail. É vital que as duas partes saibam com quem a bola está e qual é o próximo passo.

46 – Prometer o que não consegue cumprir

Não banque o super-homem. Você pode acabar se queimando bonito no mercado. Seja honesto e transparente. Se não consegue, não consegue.

47 – Não perguntar na reunião de briefing

É fundamental que você faça quantas perguntas forem necessárias pra entender perfeitamente o trabalho. Deixe a vergonha no home-office.

48 – Ter medo de negociar

Você não precisa aceitar a primeira oferta que seu cliente faz. Se você acha que o preço não está justo, negocie. Mantenha a confiança.

49 – Falar muito ou pouco sobre como trabalha

Fale somente o necessário para deixar o cliente seguro de que você pode fazer o trabalho. Evite entrar em detalhes técnicos irrelevantes.

50 – Acreditar que os clientes sempre são o problema

Os clientes não são o problema. Eles são inseguros. Quanto mais confiarem em você, mais fácil  será o relacionamento. Dê tempo ao tempo e transmita segurança.

 

Finalizando

E então, você estava errando em algo e não sabia? Conte nos comentários a sua experiência sobre os pontos levantados. Vamos explorar mais o tema. A sua experiência é muito importante pra ajudar outros profissionais independentes.

Se você acha que este infográfico é útil, compartilhe ele nas suas redes sociais ou envie o link para algum amigo, isso ajuda o Aparelho Elétrico a continuar publicando sempre conteúdo relevante e gratuito para quem trabalha como freelancer.

 

 

Obrigado!

Abraço e até o próximo post!

 

Curta o Aparelho Elétrico no Facebook
Hey, GOSTOU DESTE POST?
Assine GRÁTIS nossa newsletter e receba nossas atualizações antes de todo mundo.

Você ainda leva uma cópia do “O Incrível Manual do Freelancer Moderno” direto no seu e-mail e sem pagar um tostão por isso.
 Enviamos conteúdo relevante, sem spam. E você pode se descadastrar quando quiser.
Publicado por:
Henrique Pochmann
Criou o Aparelho Elétrico em 2014. Produz e apresenta o podcast do blog. Trabalha com marketing digital desde 2002. Quer mais tempo para colocar outros projetos em prática, quer uma bicicleta e quer uma bio mais legal também.

Recomendados para você
 Gestão
O Aparelho Elétrico mostra como economizar dinheiro pode ser bastante simples. Confira algumas alternativas no infográfico.
  Por Henrique Pochmann
 podcast
Carolina, Henrique, Vinny e Walter comentam erros recorrentes na vida dos profissionais independentes.
  Por Henrique Pochmann
 geral
Spoiler: a maioria não se considera bem-sucedida e não está se preparando para a aposentadoria. Vem ver esses e outros resultados!
  Por Henrique Pochmann
 Gestão
Nunca mais esqueça onde salvou um arquivo. Este guia ilustrado vai levar você rumo a uma organização impecável dos seus documentos de trabalho.
  Por Henrique Pochmann
Participe da Conversa
  • Alvaro

    Como alguém que já cometeu pelo menos 20 destes erros, recomendo fortemente este post, porque se você evitar estes itens, será muito melhor e mais fácil do que passar pelo caminho quebrando a cara em cada um deles. Ah, e PS: quando quiser posso colaborar hum post sobre como dar a volta em alguns destes pontos, corrigindo os erros :)

    • Grande, Alvaron! Boa contribuição!

      Só quem já passou por alguns desses erros sabe da importância que eles têm.

      Às vezes a gente acha que algo é irrelevante, mas no final das contas o somatório pode estar travando o progresso do negócio.

      Quando quiser colaborar em um post. O espaço tá aberto! :)

      Abraz!

    • O mais engraçado é que tenho certeza que se somarmos os erros cometidos por nós 3 (Walter, Henrique e Alvaro) teríamos pelo menos 150 erros, mesmo que um já tenha cometido o erro do outro. Eu comecei a “freelar” muito cedo, contei muito mais que 20 erros cometidos e alguns pontos ainda despertam reflexão. Muito bom, Henrique.

      • Certamente! Quem começa muito novo erra pra caramba. E errar não é ruim, isso é importante dizer. A gente não tem que ter medo de errar. Só erra quem se coloca à prova. E quem se coloca à prova, mesmo que erre, está sempre um passo na frente.

        Bora errar sem medo, galera! :)

        Valeu a participação, meu velho!

  • Muito legal. O que vejo com alguns amigos freelances é o problema de ser multi-tarefa. O cara é ótimo designer, consegue clientes nacionais, mas peca na administração, ou porque não se adapta em controlar as finanças, ou porque sobra pouco tempo. Uma das coisas mais importantes é não trabalhar demais. Ultimamente tem sido meu maior problema, pois ainda não trabalho em home-office, ainda sou CLT, mas para alcançar meu objetivo, preciso conquistar meus clientes, e dividir 24 horas para freela, CLT, faculdade, esposa e filhos não tem sido fácil, além de ser cansativo, e isso influencia a produtividade de um jeito que não imaginamos.

    • Fala, Vanderlei! Cara, que legal esse teu relato. Muito valioso. Já não é fácil manter um emprego formal e fazer freelas. Você ainda tem um emprego, faz freelas, faculdade, é marido e pai. Wow! Parabéns pela sua determinação.

      Com certeza, o excesso de trabalho faz a gente baixar a qualidade na produção. Não tem como se manter altamente produtivo trabalhando em excesso. Descansar é fundamental.

      E a parte da administração também. O lance é ter um espaço garantido na pauta pra olhar as finanças e a parte administrativa. Como se fosse um job fixo. Essa parte é vital.

      Grande abraço!

  • Juliano Lima

    Muito bacana o material Henrique, parabéns! Sempre quis trabalhar por conta mas só agora estou dando meus primeiros passos. Não penso em me tornar exatamente um freelancer, mas em me tornar empreendedor digital, e suas dicas me iluminaram muito também! Obrigado por compartilhar este tipo de mateiral tão importante. Tenho certeza que existem muitos, que da mesma forma que eu, estão começando no empreendedorismo ou no “freelancismo”. E as dicas de pessoas experientes e que manjam muito, ajuda bastante. Um abraço!

    • Fico feliz que tenha curtido, Juliano! Pra mim é muito importante receber esse tipo de retorno. :)

      Eu tenho trabalhado como empreendedor digital e freelancer. Os dois assuntos têm muito a ver porque lidam com trabalhar sem supervisão, em casa, é preciso cuidar da produtividade, correr atrás de novas oportunidades, etc… Mais pra frente, espero também abordar mais o lado do empreendedorismo digital aqui no blog. Espero que continue acompanhando e participando.

      Grande abraço!

      • Juliano Lima

        Verdade Henrique, são bem estas características que acabo aproveitando bastante em seus materiais.
        Puxa, seria muito bacana encontrar dicas e macetes de empreendedorismo digital por aqui também.
        Desde que me tornei seu leitor, tenho aprendido muita coisa legal.
        Continue sempre com o ótimo trabalho! Um grande abraço! =D

        • Cara, que bom que o conteúdo tem ajudado.
          Vou me esforçar pra continuar publicando conteúdo relevante. Deixa pra mim. :)

          Abração!

  • Agatha Martins

    Excelente! Me identifiquei bastante com alguns itens. É sempre bom ser lembrada desses detalhes que fazem toda a diferença. Fico feliz pois agora sei que estou indo no caminho certo. Abraços!

    • Que bom que gostou, Agatha! Quem já tem mais experiência, tira esses erros de letra. Mas às vezes a gente dá uma descuidada e eles voltam a aparecer… por isso, é sempre bom dar uma reforçada. Fico feliz que você esteja no caminho certo.

      Grande abraço e muito obrigado por comentar. :D

  • Luis Fernando

    Excelente Henrique!

  • Isabella Maria

    Adorei o info, os toques de amigo e principalmente o layout haha (coisa de… ah, você já está careca de saber rs). Muito bom Henrique, vi muuuuuuitos erros e me fez refletir, principalmente organizar um tempo para estudar administração e empreeendedorismo. Valeu! Sucesso! ;)

    • Que bom que curtiu, Isabella! Fico feliz que o infográfico tenha ajudado. Brigadão por registrar teu comentário aqui. Sucesso pra todos nós! :D

      Abração!

  • Boa! Mais um post que irei compartilhar com os alunos.

    • Fala, Ivanberg! Fico feliz que o conteúdo tem ajudado a levar mais conteúdo para teus alunos. Depois me conta se o pessoal curtiu o infográfico. :)

      Abração!

  • Cleber Soldá

    Comecei nos freelas com 15 anos sem ter noção do que estava fazendo, cheguei até ao ponto de ser processado anos depois por prometer oque não podia cumprir. Se tivesse me mandado antes, eu não teria me ferrado tanto rsrs. Parabéns pela iniciativa! Ficou Show de bola! Obs.: Depois de tanto dar murro em ponta de faca e é claro com a ajuda do aparelho elétrico, tenho mudado bastante. Forte Abraço!

    • Boa, Cleber! “…prometer o que não podia cumprir…” #quemnunca Esse é um dos erros mais comuns no início da carreira, creio eu. Brigadão por deixa um feedback aqui, cara. Espero que continue acompanhando o blog e participando sempre. Grande abraço e boa sorte nos jobs aí!

  • Thiago Rodrigues Furquim

    Muito Bacana Henrique, além do conteúdo essencial, o visual maneiro em forma de fases a concluir.
    Não dá pra passar ileso por esse infográfico ein. Cheguei até aqui por você citá-lo em um dos podcasts.
    Trabalho muito massa.
    Obrigado e abraço.

    • Fala, Thiago!
      Legal que curtiu o infográfico, cara. Fico feliz que esteja curtindo blog.
      Grande abraço e obrigado por comentar.

  • Eckner Darwin

    Que tristeza eu sou meu deus, vou ali jogar um joguinho de um cetáceo #0000ff.

  • Kelly Machado

    Salvei o link para ler sempre kkkkkkkkkkkk

    • hahaha… volta e meia venho aqui tb… me ajuda a lembrar de alguns pontos. ;)

Publicidade
MAIS DE 9.000 PRofissionais independentes Já recebem ANTECIPADAMENTE AS nossas atualizações.
Cadastre-se na nossa newsletter e receba “O Incrível Manual do Freelancer Moderno” direto no seu e-mail, sem pagar nada por isso.
 Sempre enviamos conteúdo relevante, sem spam. E você pode se descadastrar quando quiser.