Florianópolis para freelancers e criativos em geral
 geral
 Publicado: 02/03/2018 Atualizado: 16/03/2018

Florianópolis para freelancers e criativos em geral

Floripa não é mais só belezas naturais, já virou referência também quando o assunto é empreendedorismo e inovação. Vem saber mais!
  Por Paty Cozer
A ponte ícone de Florianópolis
Ponte Hercilio Luz / Shutterstock
Se você trabalha em tempo integral como freelancer, participe da nossa pesquisa Perfil do Freelancer no Brasil 2018. É simples e rápido. Em 5 minutos você responde tudo.

Assim que chegarmos a 1.000 respostas, essa janela chata some daqui. Ajude a gente compartilhando o link da pesquisa. Obrigado! :)

Um pedacinho de terra, perdido no mar!…
num pedacinho de terra, beleza sem par!…

Imortalizada como hino da capital de Santa Catarina, a canção do poeta Zininho traduz o sentimento de quem visita a cidade pela primeira vez. Florianópolis atrai principalmente pela variedade de praias e natureza exuberante.

Lagoinha do Leste Florianópolis / Shutterstock

Mas nem só de beleza natural vive a Ilha da Magia: classificada novamente pela ONU como a cidade com o maior índice de desenvolvimento humano, Florianópolis tem se tornado referência quando o assunto é empreendedorismo e inovação, unindo pessoas que desejam mais autonomia em suas carreiras e qualidade de vida (alô, freelancers!).

Embora seja considerada por muitos uma cidade com alto custo de vida, quando comparada a outras capitais, Floripa continua saindo na frente, servindo de exemplo no que diz respeito à educação, trabalho e tecnologia.

Trabalhando como freelancer há pouco mais de 6 meses e habitando a ilha desde 2016, me senti apta a detalhar alguns tópicos que chamam a atenção. Acompanhe comigo as razões que fazem desse pedacinho de terra sinônimo de inspiração.

Tópicos deste artigo

Cultura Local

A cultura local de Floripa é um convite à criatividade e à imaginação. Vale a pena tirar um tempinho para conhecer as histórias de pescador, observando a velha figueira, árvore centenária que fica no meio da Praça XV.

Figueira Praça XV / Shutterstock

Há também diversas lendas sobre bruxas e lobisomens, para não falar dos nomes gracinhas e curiosos que batizam algumas ruas.

Artesanato lindo como herança da colonização portuguesa é aqui mesmo: as mulheres que trabalham com as famosas rendas de bilro ganharam uma avenida só para elas. Hoje, a Avenida das Rendeiras é conhecida pela badalação: há pubs, restaurantes, cafés e botecos do início ao fim.

Aproveite para observar também os movimentos de rua, as manifestações sutis e até mesmo as pichações. No bairro do Rio Tavares, por exemplo, um poste qualquer vira enfeite e lugar para inspirar e refletir.

É possível ver a política discutida e questionada nos muros, dentre tantas outras causas. Chamadas feministas então, tem em tudo quanto é canto (adoro!). Consciência e luta pela sustentabilidade também fazem parte das boas práticas da cidade.

Tenho a nítida sensação de que a ilha não é um lugar para gente conformada.

Eventos, Eventos e mais eventos

Evento / Shutterstock

É de enlouquecer a quantidade de eventos e cursos bacanas que surgem diariamente na cidade.

Seja para o seu desenvolvimento pessoal, seja para expandir seu networking, assistir uma palestra sem dormir, ampliar seus conhecimentos sobre marketing digital ou dar aquele respiro na correria meditando em grupo: tem de tudo um pouco. E vários desses eventos são gratuitos.

Você sempre pode conferir a programação e descobrir alguma coisa inspiradora para fazer aqui.

Segurança

Trânsito Florianópolis / Shutterstock

É verdade que a cidade está crescendo a níveis acelerados e que a ilha já enfrenta problemas devido à superpopulação (como o trânsito, que é um verdadeiro caos).

Ainda assim, a cidade pode ser considerada segura para os moldes brasileiros. Se colocada lado a lado com outras capitais como São Paulo, Salvador e Belo Horizonte, Florianópolis é ainda uma das cidades mais seguras, inclusive para se criar filhos e investir em novos negócios, de acordo com ranking da revista Exame e levantamento da Endeavor 2017.

Como em toda capital, existem regiões mais propensas à violência, mas definitivamente não há aquela sensação de medo e insegurança constante no ar, como já experimentei em outros lugares.

Comida boa (e para todo mundo!)

Peixe assado / Shutterstock

A capacidade de agradar a todos os públicos e paladares é uma espécie de marco na cidade: há muitas opções, desde os clássicos sushi bars, mexicanos, churrascarias até os pratos mais exóticos e orgânicos. Se engana quem acha que só vai encontrar comida de praia e frutos do mar por aqui.

A comida típica, herança dos colonizadores portugueses e açorianos, inclui pastel de berbigão, pirão e tainhas feitas de todas as formas, mas há muito mais para ser explorado.

Como vegetariana e intolerante à lactose, encontrei aqui meu lugar. Em quase todos os supermercados você vai achar um cantinho dedicado ao pessoal com alergias alimentares, por exemplo.

Os food trucks também estão, em sua maioria, atentos ao público com intolerâncias. Maioneses caseiras e veganas? Recomendo sem pensar duas vezes.

E ah, é: o Seu Vagem, primeiro bar vegano do Brasil, está logo ali, na cidade vizinha (Palhoça), a apenas meia hora de distância.

Locais para trabalhar

Coworking / Shutterstock

As opções são muitas! Dividi os locais que conheço por região e por “estilos de vida”, assim fica mais fácil se orientar e descobrir onde você se sente mais à vontade para trabalhar de forma independente, seja por apenas algumas horas ou mesmo contratando um plano mensal em um dos vários coworkings existentes.

Região sul

Ilha do Campeche / Shutterstock

O sossego é aqui. A região sul é conhecida pela rotina tranquila, pessoas pacíficas e com um amor eterno pela natureza, terapias holísticas, surfe e alimentação saudável.

No sul, é possível encontrar uma comidinha vegana, glúten free ou um centrinho de yoga em cada esquina.

Indicada para freelancers mais naturebas e amantes da calmaria.

Aproveite para visitar as praias Campeche, Naufragados, Matadeiro, Armação, Lagoinha do Leste, Solidão.

Onde trabalhar

Dupão: tradicional na cidade, a Dupão é uma padaria aconchegante onde você pode usar o Wi-fi tranquilamente. Serve um pão de queijo sem lactose sensacional. Tem no bairro do Rio Tavares e do Campeche.

Natú: um pequeno espaço com ótimo Wi-fi e ótimos lanches saudáveis. Impossível entrar lá e não ter vontade de devorar tudo.

Pousada Recanto do Campeche: espaço novo, inaugurado no fim de 2017. Oferece planos mensais e está localizado a dois pulos da praia do Campeche.

Impact Hub Sul da Ilha / Multi Open Shopping: será inaugurado em março de 2018. O espaço promete, pois será o primeiro coworking oficial do sul da ilha, com direito a salas de reuniões, praça de alimentação, escritório compartilhado e muito mais. Como moro perto, já fui lá espiar e posso afirmar que tá ficando incrível.

Região norte

Praia do Santinho / Shutterstock

O pessoal de terninho, gravata e a mulherada de salto alto fica mais para esse lado. Mas você também encontra pessoas de estilo alternativo e tênis All Star contrastando com paletós.

É na região norte que se encontra o verdadeiro polo tecnológico da ilha. Há diversas empresas de tecnologia e softwares, centros empresariais, galerias, faculdades etc. Já ouviu falar da Resultados Digitais, realizadora do maior evento de marketing digital da América Latina? Pois é. A sede da empresa fica desse lado da ilha, bem como outras igualmente famosas (Hostgator, Softplan, Cianet, Blueticket e por aí vai).

Indicada para freelancers mais nerds, tecnológicos addicted e agitados.

Aproveite para visitar as praias: Cacupé, Sambaqui, Canasvieiras, Brava, Jurerê, Daniela, Ingleses, Santinho.

Onde trabalhar

Impact Hub: não é apenas mais um espaço de coworking, e sim “uma comunidade de empreendedores interessados em criar um mundo radicalmente melhor”, como eles mesmos se definem. É dos meus lugares favoritos. Você respira criatividade desde a chegada e a infraestrutura é ótima. O pessoal do sul da ilha aguarda ansioso para a inauguração de mais uma unidade do Impact Hub em março de 2018, como falei ali em cima.

Corporate Park: quase na entrada de Santo Antônio de Lisboa, um dos pontos turísticos mais famosos da ilha, encontra-se o Corporate Park, centro empresarial que conta com espaço de coworking, sala para reuniões, jardim e portaria 24h.

Região leste

Lagoa da Conceição / Shutterstock

É aqui que você encontra um dos cartões-postais mais bonitos da cidade: a Lagoa da Conceição. Região cercada de morros, gaivotas, barcos, dunas, esportes e hippies, conta com alguns coworkings bem legais e buena onda para se trabalhar.

Indicada para freelancers mais tranquilos e fãs de chinelo Havaiana. 

Aproveite para visitar as praias: Barra da Lagoa, Mole, Galheta, Moçambique, Joaquina.

Onde trabalhar

O Sítio: um lugarzinho pra lá de simpático, no meio da natureza, que além de disponibilizar salas, impressoras e contar com uma cozinha equipada, também recebe cursos e treinamentos sobre inovação e criatividade.

Para quem curte paisagens e um solzinho na varanda, a possibilidade de trabalhar ao ar livre com uma vista linda para a Mata Atlântica é bastante sedutora.

Rosemary Dream: muito mais do que um hostel que recebe e incentiva profissionais independentes, o espaço é também um centro de empoderamento e autoconhecimento. É aberto uma vez na semana para que você possa visitar e participar de um jantar (pago).

Eles adotam uma dieta vegana e um estilo de vida totalmente focado para que você se torne alguém melhor. Não diria que é bem um coworking, mas já que ser freelancer também envolve desenvolvimento pessoal, não poderia deixá-lo de fora.

Região central

Centro Histórico Florianópolis / Shutterstock

O centro histórico de Florianópolis é bem movimentado, graças ao comércio local e à facilidade de serviços. Há bancos, lojas, praças e restaurantes de todo tipo. Passando pela Avenida Beira-Mar, chega-se facilmente à Trindade, região da UFSC e de coworkings bem estruturados.

Indicado para freelancers que preferem a selva de pedra, comodidades e cenários mais urbanos.

Aproveite para passar mais tempo nos espaços, pois não há praias próximas.

Onde trabalhar

Cool2work: conta com salas de reunião, auditório, copa e está localizado no bairro Itacorubi, próximo a UDESC, uma das melhores universidades estaduais do país.

S7: possui uma pegada mais clean, com direito a deck e preços relativamente acessíveis. S7 também se orgulha de ser o primeiro membro brasileiro da LExC—The League of Extraordinary Coworking Spaces, uma rede independente de 89 espaços em 43 cidades nos 5 continentes. E ah! Você pode agendar uma visita grátis para conhecer e passar o dia no local.

Vilaj: muito bem localizado, a dois toques da UFSC. Possui salas compartilhadas, impressoras, copa e estacionamento para bikes. Também dá direito a experimentar por um dia todo, grátis.

Há outros lugares legais para se trabalhar, inclusive na parte continental, atravessando a ponte, mas preferi focar no lado de cá, afinal, deslocamento custa tempo, tempo custa dinheiro e a ponte (ainda!) é uma só.

Bônus

Melhor que um ambiente inspirador para desenvolver as nossas ideias e projetos é encontrar pessoas igualmente inspiradoras no caminho.

Não acreditei quando descobri que o casal que mais admiro no ramo do trabalho independente mora aqui em Floripa. Sim: Jaque Barbosa e Eme Viegas, criadores dos portais Nômades Digitais e Hypeness, inspiração para milhares de freelancers, são meus vizinhos de bairro. Quando não estão viajando, estão nas praias da região sul, postando fotos lindas de cachoeiras e outros cantinhos da ilha (sou fã e stalkeio mesmo!).

Além disso, eles também são parceiros do Rosemary Dream, citado anteriormente, onde já deram palestras sobre empreendedorismo e como não desistir dos nossos sonhos de trabalhar em casa ou de qualquer lugar do mundo.

E aí… convenci você?

Concluindo

Beira Mar Norte Florianópolis / Shutterstock

Floripa é toda linda e está cheia de oportunidades para quem quer crescer como profissional e aproveitar ao máximo o lugar. No meio da rotina, cada cantinho que a gente descobre é capaz de desembocar no mar e nos fazer sentir privilegiados.

É uma boa cidade para exercitar a sua busca por mais equilíbrio e qualidade de vida, sem deixar de lado as aspirações profissionais.

E vale avisar: uma vez experimentando tudo que a cidade pode oferecer, há chances de você não querer mais sair daqui. Pelo menos é o que acontece comigo há quase dois anos, diariamente.

jamais a natureza
reuniu tanta beleza
jamais algum poeta
teve tanto pra cantar…!

[Rancho de Amor à Ilha – Poeta Zininho]

Você já conhecia todo o potencial da Ilha da Magia?

Tem alguma dúvida sobre a capital? Me conta nos comentários que eu quero saber!

 

Todas as informações contidas neste artigo são de responsabilidade do seu autor e não necessariamente refletem a opinião do site. Quer publicar suas ideias no Aparelho Elétrico? Colabore.

Curta o Aparelho Elétrico no Facebook
Hey, GOSTOU DESTE POST?
Assine GRÁTIS nossa newsletter e receba nossas atualizações antes de todo mundo.

Você ainda leva uma cópia do “O Incrível Manual do Freelancer Moderno” direto no seu e-mail e sem pagar um tostão por isso.
 Enviamos conteúdo relevante, sem spam. E você pode se descadastrar quando quiser.
Publicado por:
Paty Cozer Profissional de Letras se aventurando no universo freelancer. Revisora de textos e produtora de conteúdo que se divide entre escrever, viajar e afofar todos os bichanos que encontra por aí.
Recomendados para você
 geral
Com clima ensolarado e agitação constante, descubra o que faz de Barcelona uma cidade também atrativa para profissionais independentes.
  Por Andressa Meissner
 geral
A segurança, a cultura e o custo de vida baixo fazem de Lisboa uma ótima opção pra quem quer morar fora do Brasil.
  Por Carolina Machado
 geral
Esta cidade da Tailândia - que atrai nômades digitais do mundo todo - conquista pelo networking, mas deixa a desejar na qualidade de vida.
  Por Vinny Campos
 geral
Esqueça as disputas territoriais e as questões religiosas. Tel Aviv é incrível em áreas que você nem imagina. Vem saber mais!
  Por Helga Lützoff Bevilacqua
Participe da Conversa
Publicidade
MAIS DE 9.000 PRofissionais independentes Já recebem ANTECIPADAMENTE AS nossas atualizações.
Cadastre-se na nossa newsletter e receba “O Incrível Manual do Freelancer Moderno” direto no seu e-mail, sem pagar nada por isso.
 Sempre enviamos conteúdo relevante, sem spam. E você pode se descadastrar quando quiser.